Vigília denuncia ataque de Ratinho a aposentados(as)

Representantes de diversas religiões realizaram uma celebração ecumênica em defesa dos(as) servidores(as) da ativa e aposentados(as)

Foto: APP-Sindicato

Durante o início da noite, servidores(as) aposentados(as) da educação realizaram uma vigília para denunciar os ataques de Ratinho à previdência estadual. Na ocasião, representantes de religiões promoveram uma celebração ecumênica em frente à Praça Tiradentes.

 Com a reforma da previdência do governo Ratinho, os(as) servidores(as) sofrerão uma perda salarial, já que na proposta consta um aumento da alíquota de 11% para 14%. A proposta de Ratinho também estabelece contribuição de 14% sobre valores de aposentadoria que forem maiores que dois salários mínimos nacional. Hoje a contribuição é de 11% sobre o que excede o teto do INSS.  Isso inclui os(as) já aposentados(as), que pagarão 14% sobre o que passar de dois salários mínimos.

Segundo a secretaria de aposentados(as), Valci Matos, a proposta de Ratinho que aumentar a alíquota é uma maldade com os(as) servidores(as) aposentados(as), que vivem com este salário. “Os(as) aposentados(as) foram quem construíram a educação e esse Paraná, porquê através da educação que nós temos um Estado e um País tão rico. Porém nos últimos tempos, nossos(as) políticos(as) não têm olhado para as pessoas. Começamos com 2015, com a batalha na Praça Nossa Senhora de Salete, onde muitos(as) de nós ficamos feridos. Muitos aposentados lá estavam defendendo a previdência e estão aqui, lutando novamente por ela”.

Ato Estadual

No dia 3, o funcionalismo da educação participará da mobilização estadual convocada pelo Fórum das Entidades Sindicais (FES). O ato tem início a partir das 8h30, com concentração na Praça do Homem e da Mulher Nu(a) (19 de dezembro). Já às 16h, após a mobilização, a categoria se reúne em uma assembleia, em frente ao Palácio Iguaçu, para avaliar os próximos passos do Sindicato.

“Esse vai ser um dia muito importante na nossa luta. Nós precisamos dar uma resposta muito forte ao governador Ratinho e a todos que participam deste processo de ataque aos nossos direitos. Também faremos uma grande assembleia estadual da nossa categoria. Nós precisamos fazer a luta contra a aprovação dessa reforma da previdência, ainda mais grave do que a já feita em nível nacional e também nós precisamos trabalhar como será a distribuição de aulas e também debater sobre o fechamento do ensino médio noturno”, enfatiza Professor Hermes Leão.

Leia mais:

:: É greve porque é grave: APP-Sindicato cobra abertura das negociações
:: APP-Sindicato denuncia ataques à educação pública no CEE
:: Restrição do Ensino Médio noturno produzirá exclusão de estudantes

:: Aprovada na CCJ, Reforma da Previdência de Ratinho segue para Comissão Especial

:: APP-Sindicato convoca para a Assembleia da categoria, neste sábado (23)
:: Ratinho quer seguir exemplo de Bolsonaro e acabar com aposentadoria de servidores(as)
:: Confira o calendário de atividades contra os ataques do governo
::Ratinho quer acabar com aposentadoria dos(as) servidores(as)

:: Governo Richa promove um rombo na Paranaprevidência
:: Entenda a Paranaprevidência