Vergonha: deputados(as) governistas votam pela venda da Copel

Vergonha: deputados(as) governistas votam pela venda da Copel

Deputados de oposição e sindicatos devem entrar com ações no Tribunal de Contas do Estado, no Ministério Público Federal (MPF) e no Ministério Público do Trabalho (MPT)

O Paraná viveu, nesta quarta-feira (23), mais um triste episódio de um período histórico marcado por um governo extremamente autoritário e avesso ao interesse público. Deputados(as) governistas aprovaram a constitucionalidade da entrega da Copel – a maior estatal do Paraná – ao mercado a preço de banana.

A negociata ocorreu em tempo recorde, atropelando o princípio constitucional da transparência e em franco desrespeito à população paranaense, sem qualquer estudo técnico, análise financeira ou oportunidade de debate. A intenção do governo foi tornada pública na segunda-feira (21) e o patrimônio do Estado será liquidado em apenas três dias.

O estelionato eleitoral também ocorreu em tempo recorde. Em campanha, Ratinho Jr. disse: “a Copel vai continuar sendo dos paranaense, vai continuar sendo tocada pelos copelianos, pela equipe técnica da Copel.” O compromisso foi rasgado nesta terça.

Outro notável atropelo: o MPT no Paraná se manifestou nesta quarta-feira (23) requerendo “a realização de audiência pública prévia, como condição para a tramitação da proposta legislativa, devendo ser ouvidos todos os Sindicatos representativos dos trabalhadores e trabalhadoras da COPEL”. O pedido foi solenemente ignorado pelos deputados da base de Ratinho.

Centenas de pessoas que protestavam contra a venda ficaram de fora da casa do povo, que fechou os portões após a ocupação de parte das galerias. Deputados de oposição e sindicatos devem entrar com ações no Tribunal de Contas do Estado, no Ministério Público Federal (MPF) e no Ministério Público do Trabalho (MPT) para impedir a concretização da venda.

Veja como foi a votação

VOTARAM A FAVOR DA PRIVATIZAÇÃO

Adelino Ribeiro
Alexandre Amaro
Alexandre Curi
Anibelli Neto
Artagão Junior
Bazana
Boca Aberta Junior
Cantora Mara Lima
Cobra Repórter
Del. Fernando Martins
Del. Jacovós
Douglas Fabrício
Dr. Batista
Elio Rusch
Francisco Buhrer
Galo
Gilberto Ribeiro
Gilson De Souza
Guto Silva
Homero Marchese
Jonas Guimarães
Luiz Carlos Martins
Luiz Fernando Guerra
Marcel Micheletto
Marcio Nunes
Mauro Moraes
Natan Sperafico
Nelson Justus
Nelson Luersen
Paulo Litro
Plauto Miró
Reichembach
Ricardo Arruda
Rodrigo Estacho
Soldado Adriano José
Soldado Fruet
Tiago Amaral
Tião Medeiros

VOTARAM CONTRA A PRIVATIZAÇÃO

Arilson Chiorato
Coronel Lee
Cristina Silvestri
Evandro Araújo
Goura
Luciana Rafagnin
Luiz Claudio Romanelli
Mabel Canto
Marcio Pacheco
Michele Caputo
Professor Lemos
Requião Filho
Tadeu Veneri
Tercílio Turini

 

MENU