Trabalhadores(as) em estado de greve contra a Reforma da Previdência

Trabalhadores(as) em estado de greve contra a Reforma da Previdência


Foto: APP-Sindicato

As centrais sindicais do Brasil agendaram uma reunião para esta quinta-feira (14), após recente debate na última sexta-feira (08), na Central Única dos Trabalhadores (CUT), com foco na Reforma da Previdência e calendário de mobilizações. Acompanhe aqui o cenário apresentado (CUT e centrais deflagram estado de greve).

O assunto central e a preocupação dos(as) representantes faz jus aos “malabarismos” e articulações do governo Temer (PMDB) para emplacar com, pelo menos, 308 votos favoráveis de parlamentares a Reforma da Previdência que retira direitos conquistados em anos de história.

Por isso, os(as) dirigentes da classe trabalhadora estão atentos(as), assim como a APP-Sindicato e seus(suas) educadores(as) paranaenses, que estão em estado de greve desde a última Assembleia Estadual da categoria, realizada no dia 25 de novembro (sábado), em Curitiba (PR). Na ocasião, educadores(as) deliberaram, entre outras ações, seguir o calendário nacional de mobilizações definido pelas centrais sindicais.

No Paraná, além das mobilizações, reuniões e diálogo com a comunidade escolar sobre as imposições do governo Federal, a pauta se soma às imposições do governo do Estado, demandadas pela gestão administrativa do Beto Richa (PSDB).

Relembre todos os temas e decisões votadas democraticamente pela categoria na Assembleia Estadual da APP para este período (aqui).

Informe-se sobre o tema. Do site “Na Pressão”, da CUT, até o posicionamento de cada parlamentar paranaense e fotos para facilitar a identificação na galeria de fotos da APP, é preciso entender o passo a passo e a urgência contra a Reforma da Previdência. Este retrocesso não pode emplacar. A união de todos(as) faz toda a diferença!

:: “Na Pressão” e com pressa contra a Reforma da Previdência 

Fonte: Com informações CUT

MENU