Servidor(a), conheça 4 dicas para se proteger do “golpe do precatório”

APP-Sindicato alerta sobre atuação de golpistas que entram em contato com servidores(as)

Foto: Pixabay

A APP-Sindicato tem frequentemente alertado sobre a atuação de golpistas que entram em contato com professores(as) e funcionários(as) se passando por advogados(as) e solicitando valores para, supostamente, liberar recurso de ação judicial.

É fraude! De acordo com as informações, eles pedem dados pessoais para o envio de um boleto e prometem o pagamento antecipado de precatório que os(as) educadores(as) teriam direito.

Muitas vezes os(as) golpistas(as) apresentam informações que passam credibilidade, como nome completo e até número falso de registro na OAB. Em outros casos até se anunciam como advogados(as) da APP-Sindicato.

A orientação do Sindicato é para o(a) servidor(a) sempre desconfiar de qualquer contato, seja telefônico, por e-mail ou carta, que pede depósito em dinheiro antecipado ou pagamento de boleto para ter direito a receber precatório.

:: Veja abaixo quatro dicas para se proteger do “golpe do precatório”.

1) Desconfie de todo e qualquer contato – seja telefônico, por e-mail ou carta – que pede depósito em dinheiro antecipado para ter direito a receber precatório.

2) Duvide mesmo se a pessoa passar um nome completo ou documento, como o registro da OAB. Estes dados podem ser falsos ou copiados(as) de um profissional idôneo(a) para dar credibilidade ao golpe. Procure sempre o departamento de Assuntos Jurídicos da APP-Sindicato para certificar-se da veracidade da informação.

3) Denuncie as fraudes para que a Polícia possa investigar e impedir que elas continuem acontecendo. Vá até uma delegacia de polícia, levando o documento recebido ou o número de telefone da pessoa que o procurou, e registre um boletim de ocorrência por crime de estelionato.

4) Em caso de dúvidas, entre em contato com APP-Sindicato pelo telefone 41 3026-9822, ou compareça na Avenida Iguaçu, 880, em Curitiba.