Seminário debate mudanças na Previdência, no SAS e na perícia médica

Seminário debate mudanças na Previdência, no SAS e na perícia médica

Objetivo é possibilitar aos dirigentes dos núcleos sindicais tirarem dúvidas sobre os temas e poderem esclarecer as dúvidas da base

As mudanças na Previdência dos(as) servidores(as) públicos(as) estaduais, no Sistema de Atendimento à Saúde do(a) Servidor(a) e na perícia médica foram tema do Seminário de Saúde e Previdência da APP, que aconteceu nos dias 16 e 17 de setembro em Curitiba.

O seminário reuniu representantes dos(as) 29 núcleos sindicais da APP. “Nosso objetivo é debater as regras da Previdência, pois as mudanças foram muito prejudiciais para a nossa categoria e principalmente debater o SAS e a perícia médica. Ao final do seminário faremos um debate, pois precisamos ter uma proposta para apresentar aos governos eleitos”, explicou a secretária de Saúde e Previdência da APP, Tereza Lemos.

O evento teve palestras do advogado Ludimar Rafanhim; do coordenador jurídico da APP, Adenilson Zanini; do secretário executivo de Saúde e Previdência da APP, Nilton Stein; e da própria Tereza Lemos. “Temos que debater esses assuntos para motivar a luta”, disse Nilton.

Esse foi o primeiro seminário realizado pela Secretaria de Saúde e Previdência na atual gestão da APP. O objetivo é possibilitar aos dirigentes dos núcleos sindicais tirarem dúvidas sobre os temas e poderem esclarecer dúvidas da base.

Aposentadoria – Ludimar Rafanhim observou que as aposentadorias estão sob ataque desde que foram estabelecidas na Constituição Federal de 1988. “De lá para cá não pararam de trabalhar para tirar os direitos dos trabalhadores. Aposentados(as) e pensionistas do Paraná já perderam mais de um terço de seus vencimentos, por causa dessas reformas”, disse.

As mudanças nas regras para se aposentar impedem que esse direito seja exercido, obrigando os(as) trabalhadores(as) a seguirem trabalhando para evitar perder renda. “Hoje os(as) servidores(as) vivem uma pressão grande nas escolas e estão adoecendo. Eles(as) acham estão perto da aposentadoria quando descobrem que vão ter que trabalhar um tempo a mais e ganhar menos por causa das reformas impostas”, disse Nilton.

Com a possibilidade de perder metade da renda ao se aposentar, é importante escolher o melhor momento para exercer esse direito. A interpretação do dossiê histórico funcional é fundamental nessa decisão. Esse foi o tema da palestra de Adenílson Zanini.

A liberação para os municípios fazerem suas reformas da previdência preocupa a APP. “Como servidores que sequer têm um sindicato vão se contrapor aos ataques?”, questionou Nilton Stein.

MENU