Seed quer impor fechamento de Ensino Médio Noturno em todo Paraná

APP-Sindicato reafirma que medida contraria a lei, a qual orienta que o estado faça ampliação de vagas e acesso à educação

Foto: Arquivo Agência Brasil

No início da desta semana a Secretaria de Estado da Educação e Esportes (Seed) organizou reuniões com os Núcleos Regionais para impor o fechamento do Ensino Médio Noturno no Paraná. Com esta medida nefasta, o secretário da Educação, Renato Feder pretende excluir grande parte dos(as) jovens paranaenses do processo de aprendizagem.

A medida além de arbitrária, força alunos(as) que trabalham a escolher entre trabalhar ou estudar, o que pode agravar ainda mais a situação da educação do Paraná. A Seed justificou que a medida não deve afetar estudantes que trabalham, já que é proibido trabalhar antes dos 18 anos. “O que a Seed não entende é que muitos jovens trabalham na informalidade e optam por estudar a noite para conseguir manter as duas funções. Esta proposta vai aumentar ainda mais a evasão escolar”, detalha a secretária de Finanças, Professora Walkiria Olegário Mazeto.

A Professora conta ainda que a Seed afirmou que alunos com 18 anos devem ser encaminhados para a Educação de Jovens e Adultos (EJA), que também vem sofrendo ataques. “É claro o movimento do governo. Eles querem acabar com o acesso universal a uma educação de qualidade, reduzindo vagas e impondo o fechamento de turmas, turnos ou até escolas inteiras. Não podemos aceitar e devemos nos mobilizar contra essa barbárie”.

A APP-Sindicato elaborou uma nota com orientações para os(as) diretores(as), estudantes e comunidade escolar.

Confira a nota abaixo:

FECHAMENTO DO ENSINO MÉDIO NOTURNO

A Secretaria de Estado da Educação tem imposto às escolas o fechamento de turmas, turnos e até escolas inteiras. Esta medida nega à comunidade o acesso a educação pública de qualidade gerando a exclusão das pessoas da escola e não a ampliação das vagas e acesso como prevê a lei.

O ataque agora é sobre o Ensino Médio noturno, atingindo estudantes trabalhadores(as) que necessitam deste turno para estudar. Diante deste ataque orientamos:

Assim que a escola receber a negativa da abertura das turmas do Ensino Médio Noturno:

1 – Protocolar junto ao NRE o pedido formal de abertura da(s) turma(s) contendo: justificativa de manutenção da(s) turma(s); comprovação da demanda ou histórico da demanda da escola; se possível, a demonstração de que esses(as) estudantes são trabalhadores(as) e precisam da oferta no noturno.

2- Reunir a comunidade escolar: Reunir APMF, Conselho Escolar, Grêmio Estudantil e comunidade em geral – expor a situação, fazer a ata da reunião ou assembléia. Organizar junto ao Conselho Escolar ou da assembléia, uma comissão da comunidade escolar que possa acompanhar a equipe da escola nas reuniões que possam ocorrer com NRE ou SEED.

3- Mobilizar autoridades e imprensa local para acompanhar a reunião com a comunidade. Denunciar nos meios de comunicação local o que a escola está vivenciando.

4- Protocolar denuncia junto ao Ministério Público Local: a denuncia deve versar sobre a impossibilidade de acesso dos(as) estudantes à educação pública promovida pela Secretaria de Estado da Educação. Anexar a esta denuncia os documentos comprobatórios utilizados no pedido de abertura da turma.

5- Enviar para APP-Sindicato, no email: educacional@app.com.br, cópia dos documentos protocolados no NRE e no Ministério Público para que possamos cobrar junto à SEED a manutenção das turmas e turno.

 Mobilize estudantes, pais, mães e toda a comunidade escolar na defesa da escola pública para todos e todas.

Abraço

APP-SINDICATO – SECRETARIA EDUCACIONAL