Seed promete para maio a nomeação de mais 1.000 professores(as) aprovados(as) em concurso APP-Sindicato

Seed promete para maio a nomeação de mais 1.000 professores(as) aprovados(as) em concurso

Ampliação do número de vagas é uma demanda permanente da APP-Sindicato, mas a quantidade ainda é insuficiente 

Foto: AEN

Diversas insatisfações e questionamentos da categoria a respeito do concurso público para professores(as) e pedagogos(as), realizado pelo governo estadual em 2023, levaram o secretário da Educação, Roni Miranda, a se posicionar. 

>> Receba notícias da APP no seu Whatsapp ou Telegram

Em vídeo postado em uma rede social, nesta terça-feira (10), o chefe da pasta anunciou que em maio deste ano outros(as) 1.000 candidatos(as) aprovados(as) serão nomeados para atuar na rede estadual de ensino.

O primeiro grupo de educadores(as) foi nomeado no final de dezembro, com a publicação do Decreto 4.493/2023. A listagem inclui 1.180 novos(as) professores(as) que atuarão na docência dos componentes da matriz curricular ou como pedagogos(as), ambos do Quadro Próprio do Magistério.

Miranda não fornece outros detalhes sobre o novo chamamento, como os cargos e regiões que serão beneficiadas, mas orienta os(as) aprovados(as) a acompanharem os sites oficiais onde serão publicadas as convocações para fazer o exame médico.

De acordo com o governo, o concurso é prorrogável por mais dois anos, podendo ter validade por até quatro anos. Segundo a Seed, há expectativa de que sejam realizadas novas nomeações durante esse período.

Poucas vagas

O número baixo de vagas ofertadas foi uma das principais reclamações desde a divulgação do certame. No mês de março, logo após a publicação do Edital n° 011/2023 – DRH/SEAP, a APP protocolou um documento reivindicando uma série de alterações, inclusive o aumento do quantitativo de educadores(as) a serem contratados(as) para suprir as necessidades das escolas públicas paranaenses.

Levantamento feito à época pelo sindicato identificou uma concorrência com índices altíssimos, chegando a 466 candidatos(as) por vaga. Mais de 76 mil pessoas disputaram apenas 1.256 vagas distribuídas entre os NREs e 14 cargos diferentes, sendo 1.109 oportunidades para 13 disciplinas da matriz curricular e 147 vagas para pedagogo(a). 

O governo estadual não realizava concurso público para contratar professores(as) há mais de 10 anos e a estimativa da APP é de que a demanda atual é de cerca de 20 mil educadores(as). Ou seja, 17 vezes maior que o número de vagas ofertadas.

Ordem de serviço

Respondendo outro questionamento, o secretário disse que os novos(as) servidores(as) terão direito a solicitar ordem de serviço, benefício que possibilita atuar temporariamente em instituição de ensino diferente de sua lotação.

“Acabei de falar com o nosso RH. Essas ordens de serviço serão concedidas sim. Acompanhe, busque informação sobre quais os procedimentos que você deve realizar para conseguir sua ordem de serviço”, declarou.

A manifestação do secretário sobre a transferência temporária para os(as) novos(as) concursados(as) gerou outra onda de questionamentos, especialmente dos(as) educadores(as) PSS, que temem ser afetados(as) pela medida.

A APP recebeu relatos de que os NREs estão com informações desencontradas e, diante da necessidade assegurar os direitos da categoria, prepara um pedido de informações à Seed sobre essa demanda.

>> Ordem de Serviço: Clique aqui para outras informações

>> Concurso Público 2023: Clique aqui para editais e publicações

MENU