Reformulação da carreira dos(as) QFEB unifica oposição e base do governo na Alep APP-Sindicato

Reformulação da carreira dos(as) QFEB unifica oposição e base do governo na Alep

Deputados(as) de lados opostos da arena política manifestaram publicamente seu apoio ao envio do projeto pelo Executivo

Enquanto a categoria pressiona o governo nas redes, a APP-Sindicato tem marcado presença diária na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) para pautar a urgência do projeto de lei que altera a carreira dos(as) QFEB e corrige a tabela salarial.

>> Receba notícias da APP por Whatsapp ou Telegram

Nesta quarta-feira (6), o Sindicato acompanhou a sessão durante a manhã e deu continuidade ao diálogo.

A expectativa era que o projeto, a ser enviado pelo Executivo, chegasse ainda na quarta-feira. Após reunião com o governador na terça-feira, deputados da base informaram que até segunda-feira (11) haverá confirmação do envio. Este é o prazo limite para aprovação ainda em 2023, uma luta do Sindicato desde o início do ano.

Em tempo, são raras as pautas que unem oposição e base do governo na Assembleia Legislativa. Fazer justiça aos(às) QFEB é uma delas. Nos últimos dias, deputados(as) de lados opostos da arena política manifestaram publicamente seu apoio ao envio do projeto pelo Executivo.

“Nós conseguimos aqui o apoio de todos e todas os deputados e deputadas, tanto da base do governo quanto da oposição, que já nos apoiavam. Eles têm comprado essa briga da vinda do projeto de lei, entendendo a importância da reformulação da carreira, mas principalmente, da alteração salarial”, explica a presidenta da APP, Walkiria Mazeto.

Walkiria também convocou a categoria a manter a pressão nas redes sociais ao longo da semana e somar-se à luta na Alep na segunda.

“Nós vamos monitorar todos os passos nesta semana e pedimos a vocês que mantenham a mobilização. Reforcem junto aos deputados nas regiões, reforcem onde o governador estiver. Quem tem acesso a alguém do governo, reforce. Agora a decisão é dele, do governador”, prossegue.

“Vamos orientar nossos Núcleos Sindicais para que vocês possam estar aqui na Assembleia na segunda para acompanhar a chegada do projeto. E caso a gente tenha o pior cenário, sem o envio, precisaremos de vocês aqui para fazer a pressão”, finaliza.

Confira algumas falas dos(as) deputados(as):


:: Leia mais:

:: Passo apertado: na Alep, direção da APP cobra projeto de alteração da carreira dos(as) QFEB
:: Diretor-geral da Seed confirma meta de aprovar reestruturação da carreira QFEB ainda em 2023; implantação será no próximo ano
:: Profuncionário: MEC coleta opinião de funcionários(as) de escola para ofertar cursos técnicos de nível médio

MENU