Assembleia on line reafirma Greve pela Vida e estende mandatos da diretoria da APP

Assembleia on line reafirma Greve pela Vida e estende mandatos da diretoria da APP

Educadores aprovaram a intensificação das mobilizações contra os governos Ratinho Jr e Bolsonaro

Assembleia estadual on line da APP-Sindicato realizada neste sábado (26) aprovou a manutenção da Greve pela Vida, o adiamento do calendário eleitoral da entidade por causa da pandemia de Covid 19, a extensão dos mandatos da diretoria até 31 de dezembro de 2021 e a convocação de nova assembleia geral para agosto. “Juntos vamos construindo a defesa do principal direito de cada um, que é o direito à vida”, avalia o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão.

A assembleia aprovou também a intensificação das mobilizações contra os governos Ratinho Jr e Bolsonaro. Na semana que vem haverá atos de protesto contra o negacionismo do Governo do Paraná em frente ao Palácio Iguaçu, assim como nas sedes dos núcleos sindicais da APP-Sindicato nos municípios do interior. No dia 24 de julho, a APP vai participar das manifestações convocadas nacionalmente pelo Fora Bolsonaro.

Outra deliberação da assembleia é viabilizar a criação de um fundo financeiro de apoio aos educadores grevistas. “Definimos que os comandos regionais de greve se reunirão para discutir a constituição de um fundo de solidariedade aos companheiros(as) que estão na greve e estão sendo punidos(as) pelo Governo do Estado com descontos nos salários”, explica Walkíria Mazeto, secretária de Finanças da APP-Sindicato. “Estamos articulando para reverter o lançamento de faltas”, informa.

Hermes Leão ressaltou a importância da resistência da APP-Sindicato aos ataques feitos pelo governo Ratinho Jr, que vem se aproveitando da epidemia para retirar direitos dos trabalhadores da Educação. Nesse contexto, a Greve pela Vida ganha força por sua necessidade. “O Governo Ratinho Jr já manifestou interesse em abrir 100% das escolas estaduais, mesmo que com poucos alunos. Então essa é uma greve diferenciada, é uma greve pela vida”, afirma Walkiria Mazeto. Ela ressalta o comprometimento da categoria com os estudantes do Paraná. “Estamos mantendo as aulas remotas, pois temos compromisso com os alunos(as) e com a Educação. Estamos trabalhando bastante”, diz.

A assembleia da APP começou com uma homenagem às vítimas fatais da Covid 19. “São mais de 200 mortes de educadores(as) que poderiam ter sido evitadas no Paraná. São profissionais convocados pelo Governo Ratinho Jr para voltar ao trabalho presencial e agora não estão mais aqui. Continuaremos lutando pela memória de nossos companheiros”, disse Walkiria. Foi apresentado um vídeo em que Ironei Oliveira representa os educadores mortos na pandemia. Ele trabalhava no Colégio Estadual Unidade Polo, em Campo Mourão, e faleceu no começo de junho, após contaminação na escola.

Os participantes da assembleia aprovaram também a lista de delegados indicados para participar da Plenária Estadual da Central Única dos Trabalhadores (CUT), que acontecerá nos dias 13 e 14 de agosto em Curitiba.

 

MENU