Ratinho Junior coloca população e servidores(as) em risco ao manter escolas abertas

Ratinho Junior coloca população e servidores(as) em risco ao manter escolas abertas

Decisão do governador contraria orientação de especialistas; APP-Sindicato pede fechamento imediato das escolas para conter propagação do coronavírus

APP-Sindicato pede o fechamento imediato das escolas - Foto: APP-Sindicato

O governo do Paraná, por meio da secretaria da Educação, editou uma resolução (888/2020) que estabelece que as escolas estaduais deverão permanecer abertas a partir de sexta-feira (20), mesmo sem a presença de estudantes. Segundo o documento, funcionários(as) deverão se revezar para o recebimento da merenda, distribuição dos produtos do programa “Leite das crianças” e também para fornecer documentos às mães e pais que eventualmente procurarem os estabelecimentos.

“A medida do governo é um absurdo. O governador acaba de editar um decreto com medidas de prevenção e, na contramão, estabelece que as escolas permaneçam abertas, expondo diretores, funcionários e a própria comunidade à doença”, destaca Nádia Brixner, secretária de Funcionários(as) da APP-Sindicato.

Segundo Nádia, são pelo menos 27 mil servidores estaduais que atuam nas escolas estaduais. “Por acaso estes trabalhadores não estão expostos ao novo vírus? Por acaso não podem ser também transmissores da doença?”, questiona.

A APP-Sindicato vai solicitar a revogação imediata da resolução e que todos(as) os(as) trabalhadores(as) sejam dispensados a partir da próxima sexta (20).

Medidas de contenção

Em Maringá, noroeste do estado, o prefeito Ulisses Maia (PDT) editou um decreto na manhã desta quarta (18) estabelecendo o fechamento de todo o comércio, escolas e repartições públicas na cidade a partir da próxima sexta-feira (20), como forma de prevenção ao Covid-19.

O governo de São Paulo também determinou o fechamento de shoppings e academias em toda a região metropolitana. Já os governos do Rio de Janeiro e Santa Catarina determinaram a suspensão de todas as viagens interestaduais, além do fechamento de shoppings, academias e restaurantes.

“São medidas importantes para evitar o pior e o governo do Paraná deveria pensar melhor em cuidar da vida dos servidores e também da população do Estado. Fechar as escolas é o mais sensato a se fazer neste momento”, afirma o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Silva Leão.

Leia abaixo a íntegra da resolução.

resolucao_888_2020_18_marco_assinada

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU