Quadro Negro resulta em indisponibilidade de bens de Richa, Rossoni e Miró

Quadro Negro resulta em indisponibilidade de bens de Richa, Rossoni e Miró

Políticos estão na lista dos envolvidos em desviar verbas da educação do Paraná

Foto: Agência Estadual de Notícias (AEN-PR)

Beto Richa nunca mais! Outra notícia bomba da Operação Quadro Negro envolve novamente os nomes do ex-governador do Paraná Carlos Alberto Richa (PSDB), do deputado federal Valdir Rossoni (PSDB) e do deputado estadual Plauto Miró (DEM), além de outras 10 pessoas. Figuras tão conhecidas para a educação pública e dos entraves impostos que já prejudicaram milhares de servidores(as) públicos(as) do Estado, mas agora, estão na mira da justiça e não os educadores(as) sendo bombardeados em praça pública.

Mediante denúncia do Ministério Público do Paraná (MP-PR),  com provas de corrupção ativa, peculato e desvios de verbas públicas ocorridos na Secretaria de Educação (Seed), confirma-se o bloqueio de bens em torno de R$ 265,1 milhões (Richa), R$ 16,2 milhões (Rossoni) e R$ 27 milhões (Miró).

Casos de denúncia contra Richa não são novidades para a APP-Sindicato e não devem ser para toda a população, principalmente em dificuldades de negociação para se cumprir direitos baseados na lei e na constituição. O nome do ex-governador se atrela à Operação Quadro Negro com desvios de verbas de 15 colégios estaduais, que soma mais de R$ 30 milhões, além da Operação Publicano, que investiga desde 2015 o caso de corrupção na Receita Estadual e da Operação Integração, que investiga o recebimento de propina das empresas de pedágio.

Fica aqui a reflexão a todos(as) sobre a importância na hora de decidir quem você deseja para administrar um município, um Estado e um país.  Afinal, quem governa e representa um Estado, no caso do ex-governador Beto Richa, deve estar a favor das necessidades básicas de atendimento à população, mas, o oposto a isso se comprova a cada fato mostrado.

Leia mais:

Richa preso: massacres e desvios na educação marcaram gestão

Quadro Negro: MP pede indisponibilidade de R$ 27 milhões de Richa e outros investigados

Quadro Negro: desvio de verbas no governo Richa pode ultrapassar R$ 30 milhões

*Com informações Gazeta do Povo

MENU