Protocolo da Seed de volta às aulas gera revolta e secretaria passa a dizer que é fake news


A Secretaria de Estado da Educação publicou no dia 31/07 as regras para o retorno das aulas presenciais, entre elas está um termo que pais, mães ou responsáveis devem assinar se responsabilizando pela contaminação por COVID que possa ocorrer.

O Estado sabe que a retomada presencial das aulas causará aumento dos casos de contaminação e morte e quer passar essa responsabilidade para a comunidade.

Diante da revolta que o termo gerou, a SEED alterou o documento e publicou a nova versão hoje (01/08) e passa a dizer que a versão anterior é “fake News”. As entidades que compõe o Comitê não tiveram acesso à esse documento antes que ele fosse publicado, todos receberam ele por email no dia 31/07 e a nova versão em novo email hoje (01/08).

Não queremos novas versões desse documento, queremos respeito à vida dos(as) trabalhadores(as) da educação, dos(as) estudantes e de toda comunidade escolar. Não aceitaremos o retorno das aulas presenciais em meio a uma pandemia que mata cada mais em nosso país.

Na defesa de vida de todos e todas, não ao retorno presencial das aulas no Paraná.

Direção Estadual da APP-Sindicato

Confira o documento publicado pela Seed:

Protocolo finall