Professores(as) são os(as) profissionais(as) mais confiáveis para os(as) brasileiros(as) APP-Sindicato

Professores(as) são os(as) profissionais(as) mais confiáveis para os(as) brasileiros(as)

Pesquisa aponta que 64% apontam professores(as) como os(as) mais confiáveis, à frente de cientistas (61%) e médicos(as) (59%)

Getty Images

Professores(as) são os(as) profissionais(as) mais confiáveis para os(as) brasileiros(as), atesta a pesquisa Confiabilidade Global 2022. O Instituto Ipsos mediu a percepção de cidadãos de 28 países sobre a confiança nas principais profissões. No Brasil, 64% apontaram os(as) professores(as) como os(as) mais confiáveis, à frente dos(as) cientistas (61%) e médicos(as) (59%).

A confiança nos(as) professores(as) no Brasil está acima da média global, que é de 52%, e abaixo apenas da China (66%). Os(as) brasileiros(as) seguem a média global que aponta médicos(as), cientistas e professores(as) como os(as) mais confiáveis. A diferença é que aqui os(as) professores lideram o ranking da confiabilidade. 

>> Quer receber notícias da APP pelo whatsapp ou telegram? Clique aqui.

Médicos lideram o ranking global da confiabilidade (59%), à frente dos cientistas (57%) e professores(52%). Os menos confiáveis nessa lista são os políticos (12% confiam), ministros de Estado (16%) e executivos de publicidade (18%). 

No Brasil, os políticos também são apontados como os menos confiáveis (76% não confiam). Em seguida, ministros do governo e banqueiros foram mencionados por 64% e 53% como não confiáveis, respectivamente.

Outra peculiaridade brasileira é o baixo índice de confiança nas Forças Armadas (30%), bem abaixo da média global (41%). Índia (64%), Suécia (56%) e Estados Unidos (56%) têm os maiores índices de confiança nos militares.

O Instituto Ipsos entrevistou, de forma on-line, 21.515 pessoas, sendo aproximadamente mil no Brasil, entre 27 de maio e 10 de junho de 2022. A margem de erro para o Brasil é de 3,5 pontos percentuais. 

Além do Brasil, integram a pesquisa: Argentina, Austrália, Bélgica, Canadá, Chile, China, Colômbia, França, Alemanha, Grã-Bretanha, Hungria, Índia, Itália, Japão, Malásia, México, Holanda, Peru, Polônia, Arábia Saudita, África do Sul, Coreia do Sul, Espanha, Suécia, Suíça, Turquia e Estados Unidos.

MENU