Professora faleceu durante a distribuição de aulas

Professora faleceu durante a distribuição de aulas


Haja saúde para aguentar e sobreviver à impositiva gestão do governo do Paraná. Foram tantos os anúncios “bombas”, culminando com a Resolução 113/2017, que os(as) educadores(as) se sentiram em uma panela de pressão – e a verdade apareceu cruelmente. Primeiro dia de distribuição de aulas nesta quarta-feira (01) e começou com a professora Maria de Fátima Girelli, do Colégio Brasílio Vicente de Castro, em Curitiba (PR), falecendo vítima de infarto no miocárdio. Socorrida e levada ao hospital mais próximo, a professora não resistiu.

Segundo informações e conversas com outros(as) colegas de profissão, a educadora que faltava apenas um ano para se aposentar, já demonstrava sinais de muita preocupação com as medidas anunciadas pelo governo e o estresse chegou a este nível. Com saúde não se brinca, devemos respeitar a todos(as) e cumprir a legislação que assegura os direitos dos(as) trabalhadores(as).

A APP-Sindicato lamenta o ocorrido e se solidariza com seus(as) familiares e amigos(as). A APP não descansará e não dará trégua contra as maldades e mentiras do governo, inclusive, está se precavendo e tomando todas as providências necessárias desde os anúncios absurdos e punitivos à educação. Reuniões, atos e mobilizações não vão parar. “Jamais passamos por uma situação destas em um início de ano letivo”, indigna-se  a secretária de Finanças da APP, Marlei Fernandes de Carvalho.

**Matéria editada nesta sexta-feira (03), corrigindo as informações sobre a causa que levou a professora Maria de Fátima Girelli a óbito. Ontem (02), ocorreu o velório e o sepultamento da professora com presença de amigos(as), familiares(as), colegas(as) de profissão e dirigentes da APP-Sindicato. A APP se desculpa pela publicação errônea e atende prontamente a solicitação de correção.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU