Processos de Seleção Simplificada já consumiram milhões de reais, sem qualquer melhoria nas salas de aula

Processos de Seleção Simplificada já consumiram milhões de reais, sem qualquer melhoria nas salas de aula

“Por que Ratinho Jr (PSD) insiste em dar tanto dinheiro às empresas privadas com contratos milionários?”, questiona nota do Departamento Estadual de PSS

O Departamento Estadual de PSS da APP divulgou nota sobre os valores pagos pelo governo do Paraná às empresas responsáveis pelos processos de seleção simplificada de professores(as) da rede pública estadual. O documento denuncia que de 2020 até o final desse ano terão sido gastos R$ 17,5 milhões apenas para confirmar a habilitação de profissionais que há anos atuam em salas de aula.

Criado por lei em 2005, para contratação de servidores(as) em situações emergenciais, o PSS tem sido usado de forma permanente na educação paranaense, destaca a nota. “Por que Ratinho Jr (PSD) insiste em dar tanto dinheiro às empresas privadas com contratos milionários? Trata-se de favores políticos? Por que os processos licitatórios têm sido dispensados?”, questiona a nota.

A partir de 2020, o que se tem visto é o aumento progressivo dos gastos e das exigências aos(às) professores(as), sem qualquer efeito positivo nas escolas, aponta a nota. 

A prova de 2020 foi realizada pelo Cebraspe e as demais pelo Instituto Consulplan. O edital 047/2020 custou R$ R$ 3,5 milhões e alterou os critérios de seleção de professores(as), obrigando-os(as) a fazer prova presencial em plena pandemia. 

Em 2021 houve nova seleção de professores(as) PSS, por meio do edital 051/2021, com o gasto de R$ 3 milhões. “Detalhe que com todo esse gasto no processo seletivo, basicamente não houve contratação dos(as) selecionados(as), pois mediante prorrogação, já estavam contratados pelo edital 047/2020”, registra a nota.

No Edital 030/2022 os valores gastos na seleção aumentaram para R$ 5,7 milhões. Naquele ano foi exigido dos(as) professores(as) que gravassem um vídeo e publicassem no YouTube.

Com o encerramento dos contratos vigentes e novo processo seletivo para o ano de 2025, já está autorizada a contratação do Instituto Consulplan neste ano por R$ 5,360 milhões.

A APP defende a realização de concursos públicos para seleção de professores da rede pública estadual. O governo estadual deve convocar imediatamente todos(as) os(as) 13 mil aprovados(as) no concurso realizado em 2022, pois a rede estadual tem mais de 30 mil professores(as) contratados(as) temporariamente.

Leia aqui a nota na íntegra.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU