Por uma escola sem racismo

Jornal Mural da APP-Sindicato aborda pontos importantes sobre a temática

Por razões históricas e estruturais, infelizmente a discriminação por raça ainda existe em nossa sociedade, inclusive no ambiente escolar. O racismo no Brasil é uma cultura imposta desde o descobrimento do país e, por essa razão, a classe dominante atua para negar essa realidade. 

Os indicadores sociais, no entanto, comprovam que a população negra é a mais afetada. Não existe uma única forma de manifestação desse problema, tampouco de combatê-lo, mas é preciso se levantar. 

A escola, como ambiente de construção conhecimento, deve ser um espaço privilegiado com atividades que promovam a integração de estudantes, professores(as), funcionários(as) e comunidade no debate e na reflexão sobre a nossa história, nossa identidade e as relações sociais que mantêm o racismo como uma prática presente nos dias atuais. 

Essas ações devem estar presentes durante o ano todo, mas em nosso calendário o dia 20 de novembro é simbólico para esse tema, pois comemora o Dia Nacional de Zumbi e da Consciência Negra. A data foi oficializada em 2011 pela Lei Federal n. 12.519, mas é celebrada pelo movimento negro desde a década de 70, fazendo referência à morte de Zumbi, último líder do maior quilombo do período colonial, o Quilombo dos Palmares.

Saiba mais: 

Fundação Cultural Palmares: www.palmares.gov.br 

Campanha Vida Negras: vidasnegras.nacoesunidas.org/  


Confira aqui o Jornal Mural completo