Paulo Freire: 99 anos do educador reconhecido mundialmente

O patrono da educação brasileira e os reflexos para a atualidade

Impossível seria não homenagear o patrono da educação brasileira, Paulo Freire, no dia em que celebraria 99 anos. Sua trajetória deixa para o mundo lições de como pensar na educação além do espaço escolar. Ficam os ensinamentos também para combater a educação excludente e elitista.

Rumo aos 100 anos, a educação já faz uma salva de palmas por suas contribuições e o seu legado marcado pela amorosidade com que educava. O diálogo estava sempre presente na sua metodologia. Afinal, o educar, ensinar, é uma troca constante de conhecimento e aprendizado.

A APP-Sindicato já reverenciou Paulo Freire no seu XII Congresso, em Foz do Iguaçu, justamente pela magia de acreditar ser possível ter asas e alçar grandes voos mesmo em realidades adversas, além de ser um grande personagem da educação em vários Programas de Formação e eventos em geral. Paulo Freire, presente!

Freire é uma referência no cenário educacional e os seus ideais de emancipação, cidadania e justiça social precisam ser reforçados. No livro A Importância do Ato de Ler (1988), Freire usa a expressão “a leitura de mundo, precede a leitura da palavra”, que serve de orientação e nos convida ao contraponto a tantos ataques dos governos Federal e do Paraná. Governos que empenham esforços político e econômico para impor projetos de esvaziamento e redução de serviços, além de repassar o pouco de recurso que se tem disponível para o enriquecimento do empresariado.

Preparação para o centenário de Paulo Freire – A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE), em conjunto com diversidades entidades e a Rede Latino-Americana de Estudos sobre Trabalho Docente, vem intensificando e preparando a sua jornada de lutas rumo aos 100 anos, que será comemorado nos dias 17, 18 e 19 de setembro de 2021, em Recife (acesse aqui).

Para a professora e vice-presidente da CNTE, Marlei Fernandes de Carvalho, o legado, a história e os escritos de Paulo Freire estão mais presentes e vivos do que nunca na atual conjuntura brasileira, mundial e educacional. “Seu legado nos coloca a defender a educação pública de qualidade, universal e gratuita. Que a sua visão amorosa com o povo brasileiro, com aqueles que necessitavam aprender a ler e a escrever, é o mais importante legado de uma educação progressista, de uma educação para todos e todas, referencialmente igualitária e social. Este legado precisa ser revivido e intensificado contra uma política de ódio e de descaso com a educação brasileira”.

Paulo Freire também é o cidadão brasileiro mais condecorado do país. Foram 39 títulos de Doutor Honoris Causa – 34 em vida e cinco in memoriam – e mais de 150 títulos honoríficos e/ou medalhas. Em 2012, foi declarado Patrono da Educação Brasileira, por meio da Lei Federal nº 12.612, de 13/4/2012.

Paulo Freire escreveu mais de 20 livros como único autor e 13 em coautoria. Pedagogia do Oprimido é o seu livro mais comentado e já foi traduzido em mais de 20 idiomas. Para saber um pouco mais dos seus livros e importância (clique aqui).

Pensamentos de Paulo Freire no enfrentamento Educacional ao contexto da Pandemia:

 

Vale a leitura: A história das ideias de Paulo Freire

138-E-book-548-1-10-20190417

 

Veja também:

::Com homenagem a Paulo Freire, Águia de Ouro vence o carnaval em SP

::Evento destaca importância da obra Paulo Freire e os 50 anos da Pedagogia do Oprimido