Passo apertado: na Alep, direção da APP cobra projeto de alteração da carreira dos(as) QFEB APP-Sindicato

Passo apertado: na Alep, direção da APP cobra projeto de alteração da carreira dos(as) QFEB

Prazo para o governo honrar palavra e enviar PL à Assembleia está acabando; Sindicato está em alerta

Em segunda-feira (4) movimentada, dirigentes da APP-Sindicato percorreram a Assembleia Legislativa (Alep) para cobrar respostas sobre o projeto de Lei que altera a carreira dos(as) QFEB e corrige a tabela salarial da categoria.

O tempo urge. Em reunião em novembro, o diretor-geral da Secretaria da Educação, João Giona, havia confirmado ao Sindicato a meta de aprovar o texto ainda em 2023 para implementação em 2024. 

Ocorre que o ano está chegando ao fim e, até o momento, o projeto permanece parado na Casa Civil e não foi enviado pelo governo à Alep.

A demora acende um alerta vermelho na categoria. Mesmo que o projeto vá a votação nos primeiros meses de 2024, a implantação pode demorar ainda mais.



“Com a Seed, fomos até onde era possível ir. Cabe à Casa Civil encaminhar o projeto. Todo o nosso esforço nesse momento está voltado a fazer justiça aos(às) funcionários(as). Não é possível esperar mais”, disse a presidenta da APP, Walkiria Mazeto, ao deputado Professor Lemos (PT).

O parlamentar informou que dialogou com deputados da base, como os deputados Turini (PSD) e Evandro Araújo (PSD), pedindo para que conversassem com o governador. Lemos tem se manifestado no plenário pela urgência da reestruturação.



“São mais de 15 mil servidores(as) que prestam um serviço essencial ao Estado e que ganham o menor salário do funcionalismo. Além de não receber o auxílio-alimentação dado a outras categorias ou a gratificação recebida por professores(as). O salário de ingresso ainda é menor do que o mínimo nacional”, observou Lemos em fala recente na tribuna

 

Líder do governo tentará nova reunião nesta terça

Após a conversa com Lemos, o grupo se dirigiu ao gabinete do líder do governo, deputado Hussein Bakri (PSD), que desde o início do ano assumiu o compromisso de dialogar com o Executivo e aprovar o projeto assim que ele for enviado ao Legislativo.

“Infelizmente o projeto ainda não chegou”, disse Bakri. “Tenho uma reunião com o governador às 10h da manhã desta terça. Vamos tentar mais uma vez porque ainda dá tempo de votar. Se vier, ninguém vai pedir vista. Todos vão aprovar”, assegurou.

“A gente vem negociando este tema com o Sr. e com a Secretaria desde o início do ano. Será um desgaste político de final de ano desnecessário se o governo não enviar”, observou Walkiria.

Elizabete Almeida, secretária de Funcionários(as) da APP, desabafou: “nossa categoria está acreditando que vai neste ano. Temos trabalhadores(as) com a luz cortada sem conseguir pagar as contas, esperando uma boa notícia no final de ano”.

Após a reunião com Bakri, os(as) dirigentes da APP acompanharam a sessão e levaram o pleito aos(às) demais deputados(as).

Também integraram a comitiva os(as) dirigentes estaduais Silvana Prestes, Ralph Wendpap, Jussara Ribeiro e Nádia Brixner, além de diretores(as) do Núcleo Sindical de Jacarezinho; Marilei Garcia Ribeiro, Marilce Aparecida Sanches Reis e Luiz Fernando Lima.

🔻 Os próximos dias serão decisivos para o futuro dos(as) funcionários(as) de escola! Precisamos da sua ajuda!

⏳ O projeto de reestruturação da carreira e correção da tabela dos(as) QFEB está PARADO na CASA CIVIL e ainda não foi enviado à Assembleia Legislativa. O ano está acabando e não dá mais para esperar!

👩🏻‍🏫 Vamos pressionar e ocupar as redes! Siga as instruções abaixo:

1️⃣ Acesse o instagram dos perfis abaixo:

▶️ Governador: https://www.instagram.com/ratinho_junior/
▶️ Secretário-chefe da Casa Civil: https://www.instagram.com/joaocarlos_ortega/
▶️ Roni Miranda: https://www.instagram.com/roni.miranda/
▶️ Seed: https://www.instagram.com/seedparana/
▶️ Governo do PR: https://www.instagram.com/governoparana/

2️⃣ Comente com o texto abaixo ou similar no maior número de publicações que conseguir.

Cadê a nova carreira dos(as) QFEB? O ano está acabando e até agora nada! Envie para a Assembleia já! Nós, funcionários de escola, não podemos mais esperar!

 

MENU