Parada da Diversidade LGBTI+ ocorre no próximo dia 15 de novembro em Curitiba

Parada da Diversidade LGBTI+ ocorre no próximo dia 15 de novembro em Curitiba

A concentração da Marcha será realizada na praça 19 de dezembro, a partir das 12h

Na próxima terça-feira (15), sindicatos, movimentos sociais, militantes e a sociedade civil participam da 21ª Parada da Diversidade LGBTI de Curitiba. A concentração da marcha será realizada na praça 19 de Dezembro (homem e mulher nua), com início às 12h.

>> Receba notícias da APP por Whatsapp ou Telegram

O evento é organizado pela Associação Paranaense da Parada da Diversidade (APPAD) e o tema deste ano será ‘Nosso maior orgulho é ser quem somos. Por um Paraná de todes, Márcio Marins Presente!’. 

Clau Lopes, secretário executivo da Mulher Trabalhadora e dos Direitos LGBTI+ da APP e Vice-Presidente da APPAD, explica que o evento estimula o retorno da marcha às ruas após dois anos de pandemia e serve como uma forma de reafirmar o combate do ódio e o orgulho da população LGBTI+.

“Após dois anos sem irmos para a rua em defesa do nosso orgulho e da nossa vida enquanto sujeitos(as) LGBTQI+, este ano, no feriado, estaremos na praça do homem e da mulher nua para mais uma vez mostrar a nossa luta”, explica Clau Lopes, que também será um dos apresentadores da marcha deste ano.

Ainda no dia 14, um dia antes da Parada, o Coletivo Estadual LGBTI+ da APP se reunirá com objetivo de organizar a luta por uma escola livre da LGBTfobia.

Márcio Marins Presente!

O tema é uma homenagem a Márcio Marins, militante histórico de Curitiba que faleceu em abril de 2020. Marcio lutou pela causa por mais de 30 anos e integrou a APPAD, trabalhando ativamente na organização da Parada na cidade. 

Marins também fundou a organização Dom da Terra AfroLGBTI e integrou do Fórum de Religiões de Matrizes Africanas de Curitiba e Região Metropolitana, além de atuar na Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexos e ter um papel fundamental na defesa dos direitos LGBTI+ no no Conselho Permanente dos Direitos Humanos do Estado do Paraná.

Clau Lopes reforça que o tema serve como inspiração para as novas gerações, que poderão se inspirar na luta de Márcio para manter o orgulho de ir para a rua e garantir o direito de viver e amar sem ser odiados(as).

“Nessa 21ª edição, trazer esse tema é dizer que precisamos de mais militantes como ele na sociedade, que nos inspira e nos enche de orgulho e de luta para enfrentar todo esse ódio, acentuado principalmente nos últimos 4 anos”, completa o secretário. 

Serviço

Data: 15 de Novembro de 2022
Local: Praça 19 de Dezembro (Praça do homem e da Mulher Nua)
Horário: A partir das 12h até às 19h

Isso vai fechar em 0 segundos

MENU