Pagamento do 13º salário deve cair na sexta-feira (08). Calote na data-base continua

Pagamento do 13º salário deve cair na sexta-feira (08). Calote na data-base continua


Ilustração: Simon Taylor

O governo estadual anunciou o pagamento do 13º salário dos(as) servidores(as) públicos(as) estaduais, em parcela única, previsto para esta sexta-feira (8). A decisão atingirá os(as) 270 mil servidores(as) ativos(as) e aposentados(as) e representará um desembolso de R$ 1,7 bilhão, de acordo com os dados oficiais. No ano passado, o 13º  do funcionalismo foi pago em duas parcelas: a primeira em 30 de novembro e a segunda na data limite, 20 de dezembro.

Se por um lado, o 13º será pago dentro do prazo, ainda assim o governo encerra o ano em dívida com os(as) servidores(as). O reajuste da data-base de 2017 (8,53%), previsto em Lei e anunciado pelo governo, não foi pago. Para os(as) professores(as), o achatamento salarial, somado ao acúmulo de trabalho, faz aumentar a sensação de desrespeito. Este ano, muitos(as) foram punidos(as) com corte de hora-atividade e de aulas extraordinárias. São menos profissionais nas escolas, salários com menor poder de compra e constantes ameças de punições por parte do governo.

Contra a suspensão do pagamento da data-base e contra os golpes contra a carreira dos(as) educadores(as), a APP-Sindicato elaborou a Pauta em Defesa da Legalidade e, com o documento, vem cobrando do governo do Estado medidas de valorização à educação. Veja aqui o conteúdo da Pauta e o resumo da reunião de ontem (05), quando a direção estadual da APP pleiteou, junto à Casa Civil, o cumprimento da Lei e a valorização da educação pública.

 

MENU