O CEP é nosso! Mobilização derruba artigo que atacava a autonomia do Colégio Estadual do Paraná

O CEP é nosso! Mobilização derruba artigo que atacava a autonomia do Colégio Estadual do Paraná

Os portões da Alep foram fechados, mas os estudantes se mantiveram firmes na defesa da escola, que é um patrimônio histórico paranaense

Hoje (22) quem deu aula nas ruas foram os(as) estudantes e trabalhadores(as) do Colégio Estadual do Paraná (CEP). 

Após um dia de intensas mobilizações, pressão a deputados(as) durante a manhã ao lado da APP-Sindicato, e mobilização maciça de estudantes no início da tarde, os(as) parlamentares aceitaram retirar da Reforma Administrativa de Ratinho Jr. o artigo que acabava com a autonomia e retirava recursos do CEP.

A mobilização histórica garantiu a autonomia da escola como um órgão de regime especial, referência de qualidade no estado e patrimônio histórico do povo paranaense.

A notícia da fragilização do CEP caiu como uma bomba ontem para a comunidade escolar, que rapidamente se organizou para a luta. Durante a manhã, dirigentes da APP, estudantes e professores(as) dialogam com deputados(as).



Após, mesmo com chuva, os(as) alunos(as) se deslocaram em caminhada do CEP até a Assembleia. Gritos, cânticos e bloqueios à passagem de veículos entoaram a luta enquanto a Alep permanecia de portas fechadas. Dentro, a CCJ discutia os projetos enviados em regime de urgência pelo governo.

Sob pressão, não tardou para chegar a boa notícia, comunicada pelo deputado Professor Lemos (PT). O resultado de todo o esforço foi um afago em meio aos gritos de revolta: A CCJ derrubou a extinção do regime especial do CEP.

Os(as) alunos(as) receberam a notícia da retirada do artigo com uma energia excepcional. 

A vitória demonstra, mais uma vez, a força da luta coletiva e organizada, capaz de barrar a sanha destruidora de Ratinho Junior. Além do compromisso dos(as) deputados(as) de retirar o artigo que ataca o CEP, o projeto de Reforma Administrativa foi retirado de pauta e deve ser retomado em data posterior.



A garra da comunidade deve inspirar, agora, a luta para salvar a Copel da privatização. O projeto que acaba com a estatal e ataca a soberania energética do Paraná foi aprovado na CCJ e segue para análise da Comissão de Finanças da Alep. 


:: Leia mais:

:: Patrimônio ameaçado: APP e comunidade escolar do CEP mobilizam-se para barrar o desmonte
:: Privatização da Copel equivale a apenas um ano de lucro da empresa
:: Estelionato eleitoral: Ratinho Jr anuncia venda de ações e Estado perderá controle da Copel
:: Enviado em regime de urgência, PL 469 contradiz justificativa de Ratinho para privatizar escolas

MENU