Nota de pesar: o Brasil perde Nalu Faria, militante histórica do feminismo e da Marcha Mundial das Mulheres

Nota de pesar: o Brasil perde Nalu Faria, militante histórica do feminismo e da Marcha Mundial das Mulheres

A APP-Sindicato manifesta pesar e expressa solidariedade aos(às) familiares, amigos(as) e tanto(as) colegas que tiveram a vida marcada por Nalu

Foto: Ica Martinez

Faleceu, nesta sexta-feira (6) em São Paulo, a companheira de lutas e sonhos Nalu Faria, psicóloga com mais de 30 anos de militância feminista e uma das vozes mais importantes do debate de gênero do país.

Sua trajetória foi marcada pela luta permanente em defesa da vida e dos direitos das mulheres, tendo papel fundamental na formação sobre o tema junto a movimentos populares e sindicais.

Além de coordenar a Marcha Mundial das Mulheres e a Sempreviva Organização Feminista (SOF), Nalu integrou o Conselho Diretor da Fundação Perseu Abramo de 1996 e 2004.

No Paraná, participou ativamente de seminários e eventos organizados pela APP-Sindicato, sempre contribuindo para o aprofundamento do debate e na formação de quadros atuantes na pauta.

Nalu defendia uma perspectiva de feminismo anticapitalista, capaz de questionar as raízes estruturais da desigualdade a partir das contradições impostas pelo modelo econômico vigente.

“Temos que transformar o mundo para transformar a vida das mulheres, e transformar a vida das mulheres para transformar o mundo, em um único movimento”, dizia.

Neste momento de profunda dor, a APP-Sindicato manifesta pesar e expressa solidariedade aos(às) familiares, amigos(as) e tanto(as) colegas que tiveram a vida marcada por Nalu Faria.

Nalu, presente!

MENU