Moção de apoio

Moção de apoio


Os(as) profissionais da educação básica do estado do Paraná, reunidos(as) em assembleia estadual do seu órgão de representação, a APP-Sindicato, vêm, por meio deste documento, demonstrar o seu apoio à luta contra a “lei da mordaça” no município de Marechal Cândido Rondon–PR.

O PL 29/2017 foi aprovado em sessão extraordinária no dia 09/11 e só então, a partir da imprensa local, é que a comunidade tomou conhecimento do projeto.

A partir disso, várias entidades, dentre elas a APP-Sindicato – Núcleo Sindical de Toledo, iniciaram um processo de mobilização que unificou professores(as) das redes municipal, estadual e do ensino superior, assim como estudantes e pais e mães.

Esta mobilização conseguiu, no dia 13/11, o veto integral do Prefeito ao projeto e, a partir da pressão e negociação, fazer com que vários(as) vereadores(as), a princípio favoráveis ao projeto, voltassem atrás de sua posição.

Com o reação ao processo de mobilização, lideranças nacionais do MBL começaram a divulgar vídeos onde atacam tanto os(as) professores(as), como também o prefeito e os(as) vereadores(as) favoráveis ao veto.

Desta forma, os(as) Trabalhadores(as) em Educação Pública do Paraná, reunidos(as) em assembleia estadual, reiteram o seu apoio ao movimento contra a lei da mordaça e convocam a categoria a se mobilizar contra o fascismo, contra a censura, contra os retrocessos e a favor do estado democrático de direito, pela manutenção do veto.

Curitiba, 25 de novembro de 2017.

TRABALHADORES(AS) EM EDUCAÇÃO PÚBLICA DO PARANÁ

APP-Sindicato

MENU