Marcha da diversidade levou multidões às ruas de Curitiba no domingo APP-Sindicato

Marcha da diversidade levou multidões às ruas de Curitiba no domingo


Nesse último dia (03), bandeiras arco-íris coloriram as ruas em Curitiba. Cerca de 10 mil pessoas participaram da Marcha pela Diversidade. A concentração começou pela manhã na Praça 19 de Dezembro e a caminhada contra o ódio e a discriminação seguiu até o Centro Cívico onde a festa terminou só no final da tarde.

Afastados(as) das ruas nos últimos dois anos por conta da pandemia de Covid-19, esta foi a 5ª edição da Marcha. “É ano eleitoral e precisamos lembrar que as nossas vozes e nossos corpos contam e importam. Nós votamos, ocupamos espaços de poder! A Marcha serve para cobrarmos políticas públicas para a comunidade LGBTQIA+”, explica o secretário executivo da Mulher Trabalhadora e dos Direitos LGBTQIA+ da APP-Sindicato, professor Clau Lopes

>> Quer receber notícias da APP pelo whatsapp ou telegram? Clique aqui.

Neste ano, os participantes da Marcha fizeram um apelo em prol da classe artística, uma das mais afetadas pelas políticas do governo federal que promoveu cortes pesados no orçamento da Cultura. Para Clau Lopes, a cultura e a educação precisam voltar à esfera central dos debates quando o tema é a diversidade. “É aí que entra a APP: a gente busca por uma escolha que acolha. Um local de ensino e aprendizado que não seja opressor, excludente e que dê horizontes para a pluralidade e o respeito e isso só é possível com educação e cultura”, expõe o secretário.

A Marcha é coorganizada pelo coletivo Cassia, Aliança Nacional LGBTI+, União Nacional LGBT e Grupo Dignidade.

Imagens: Quem TV

Leia também:

:: APP-Sindicato recebeu o prêmio Márcio Marins pela APPAD nesta semana

:: LGBTIfobia é crime e a luta contra a discriminação começa na escola

 

MENU