Manifesto de Sindicatos denunciam ataques à educação durante Pandemia

Manifesto de Sindicatos denunciam ataques à educação durante Pandemia

O manifesto foi assinado por sindicatos de Curitiba e Região metropolitana e denuncia medidas arbitrárias dos governos

Somos contra a EaD na educação pública, ela é excludente! - Foto: APP-Sindicato

A APP-Sindicato, junto com Sindicatos de trabalhadores(as) da educação da grande Curitiba, publicaram um manifesto unificado ressaltando a necessidade de construir uma educação pública de qualidade. No manifesto, os sindicatos denunciaram também a tentativa do governo Ratinho Jr (PSD) de aplicar o Ensino a Distância (EaD) no Estado. O documento será enviado aos conselhos municipais de educação e ao governador.

A união das entidades tem o objetivo de fortalecer a luta em defesa de diálogo com a sociedade, participação de trabalhadores(as) da educação, das mães e dos pais ou responsáveis de estudantes, para definir a retomada do trabalho pedagógico e reorganização do calendário escolar. Os sindicatos ainda destacam que é necessário que o calendário escolar seja suspenso enquanto durar a pandemia.

A secretaria Geral da APP-Sindicato, Professora Vanda Santana, enfatiza que este momento é de união e que a força dos sindicatos é necessária para fortalecer a defesa da educação pública enquanto direito universal, de qualidade e o respeito à valorização profissional. “Enquanto defendemos a educação como direito, o governo aliado ao mercado financeiro trata como negócio. Também, compreendemos que a educação é um processo formativo que passa por diferentes níveis e acompanha a vida das pessoas em suas diferentes idades, portanto, devemos tratar do processo ensino-aprendizagem e do calendário escolar de forma articulada com as redes que ofertam desde a educação básica ao Ensino Superior”.

A Professora ressalta ainda que só a união da classe trabalhadora pode barrar os ataques à direitos garantidos. “Diante dos ataques combinados dos governantes aos direitos trabalhistas e de carreira, somente a unidade de todos(as) trabalhadores(as) poderá garantir a manutenção dos direitos conquistados com  muita luta”.


Confira o manifesto na íntegra: 

20200424_manifesto

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU