‘Mais um violento ataque à educação pública’

‘Mais um violento ataque à educação pública’

A vice-presidente da CNTE, professora Marlei Fernandes, rebateu as polêmicas declarações do deputado federal Ricardo Barros (PP)

A vice-presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação, Marlei Fernandes, rebateu ontem as polêmicas declarações do deputado federal Ricardo Barros (PP), que disse em entrevista que “só os professores não querem trabalhar na pandemia”.

A professora classificou a declaração como “mais um violento ataque à educação pública” e que o parlamentar não conhece a realidade da educação no Brasil. “Isso é negar o que os profissionais da educação estão fazendo a despeito do Governo, que só retira direitos, corta recursos da educação e não dá nenhum instrumento para os profissionais trabalharem”, aponta.

Em vídeo publicado nas redes sociais da entidade, Marlei observa que os educadores estão trabalhando o “triplo” e com os próprios equipamentos em suas casas. A vice-presidente da entidade indica também que Barros atacou a educação pública para defender os interesses da educação privada. “Os funcionários das escolas estão sendo convocados para irem trabalhar sem que haja necessidade, colocando a vida em risco. Ora, deputado, quem de fato não conhece a educação pública, e prima pela educação privada neste momento, ataca a educação pública dessa forma.” Leia mais

Fonte: NGC | Angelo Rigon