Lançamento do livro do funcionário de escola José Valdivino de Moraes APP-Sindicato

Lançamento do livro do funcionário de escola José Valdivino de Moraes

Na Educação: Olhar do Funcionário como Educador

Momento leitura e oportunidade para desbravar um pouco do universo escolar apresentado pelo escritor e funcionário de escola da rede pública paranaense, José Valdivino de Moraes, no livro “Na Educação: Olhar do Funcionário como Educador”.

Lançado oficialmente no último dia 21 de julho, pela Editora Appris, a obra independente aborda um histórico de lutas e vitórias e todo o envolvimento da APP-Sindicato nesta trajetória da educação.

O Sindicato conversou com o autor José Valdivino, confira!

APP-Sindicato: Como surgiu a ideia de escrever o livro?

José Valdivino: Há tempos refletia e percebia que tinha pouca coisa produzida sobre os funcionários da educação. Assim, percebendo a carência de conteúdo, surgiu a ideia do livro. Em especial, de que somos educadores por percepção, mas isso não fica bem definido no papel ocupado e exercido pelos funcionários. Quis buscar uma base teórica e que mostrasse que tipo de educação defendemos, uma visão sobre a educação e histórico da defesa. Trabalhar com a educação social, ou seja, não voltada aos interesses do capital financeiro da elite e sim para a sociedade.

APP-Sindicato: O que o título significa para você?

José Valdivino: Como adquiri conhecimento pedagógico ao longo dos anos quis compartilhar o meu olhar sobre a educação. Pela vivência, um olhar contado por um profissional com certa habilidade pedagógica e que participa dos processos. É um título personalizado, pois a visão muda para cada funcionário que vai crescendo e se aperfeiçoando pelas suas experiências.

APP-Sindicato: O livro é baseado somente em fatos reais?

José Valdivino: Fiz uma análise do processo já instituído, da unificação, lutas e conquistas também da APP-Sindicato. Um pouco do conteúdo é baseado em fatos reais e o restante de uma base conceitual indicando quais são as atribuições, ou melhor, o campo de atuação do funcionário a partir do momento que tem uma visão educativa. O campo é vasto, compreendendo que é tarefa dos funcionários fazer um acompanhamento sistemático no interior das escolas e sem invadir o espaço e tirar a liberdade das crianças – desenvolvimento dos alunos. Mostrar a importância do desenvolvimento – seja intelectual, afetivo, social e psicológico – em um trabalho conjunto entre funcionários e professores.

 APP-Sindicato: Qual a principal mensagem para os(as) leitores(as)?

José Valdivino: Digo que é um livro de convivência e também para ajudar na construção do comportamento, do convívio e dos valores entre todos nos ambientes escolares e para a vida. Abordar respeito, justiça, honestidade, solidariedade e afins. As escolas se focam no planejamento do currículo (conteúdo), mas falo para além disso, do planejamento oculto no interior das escolas. Considerando que esta construção é constante a partir da afirmação de Paulo Freie de que somos seres inacabados e desta forma estamos em constante evolução.

APP-Sindicato: O livro é só para a comunidade escolar ou para a sociedade?

José Valdivino: É uma leitura não só para profissionais da educação, mas para toda a sociedade que precisa compreender o papel da educação e dos seus trabalhadores. A expectativa é que o livro esteja dentro das universidades e que abra caminhos para um mundo intelectual.

Veja também o programa Funcionários(as) em Foco com José Valdivino falando sobre o livro.

https://www.facebook.com/appsindicato/videos/1332954640375725

MENU