Justiça por Lindolfo. Basta de assassinatos à população LGBT

Justiça por Lindolfo. Basta de assassinatos à população LGBT

Exigimos Justiça ao assassinato do jovem professor e ativista LGBTQI+ Lindolfo Kosmaski

 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação – CNTE, repudia veementemente o cruel assassinato do jovem professor Lindolfo Kosmaski, camponês e militante das causas LGBT e dos direitos de pequenos agricultores.

É inadmissível que ao se aproximar mais um Dia Mundial de Combate a LGBTfobia– 17 de maio, o verdadeiro genocídio que ocorre contra essa população continue.

A CNTE exige das autoridades competentes a investigação imediata desse crime de ódio contra um jovem solidário e cheio de sonhos, que dava aulas, estudava e exercia sua militância sem agredir ou desrespeitar qualquer pessoa.

Os assassinos precisam ser punidos. A discriminação e os crimes LGBTfóbicos devem ser combatidos com veemência. Não podemos permitir que os assassinatos de pessoas LGBT continuem sendo massivos em nosso país.

A política de ódio e discriminação precisa ser combatida com firmeza e determinação.

Basta de genocídio contra a população LGBTQI+

Justiça para Lindolfo!

Brasília, 11 de maio de 2021

Direção Executiva da CNTE