IEAL lança campanha para ratificar a Convenção sobre violência e assédio da OIT

IEAL lança campanha para ratificar a Convenção sobre violência e assédio da OIT

Até o momento, seis países ratificaram a Convenção; Entre os que aprovaram estão Argentina, Equador, Fiji, Namíbia, Somália e Uruguai

Pandemia aumentou a pressão nos(as) professores(as) - Foto: Pexels

A RED de Trabalhadoras da Internacional da Educação América Latina (IEAL), realiza nesta quarta-feira (24), o lançamento da campanha contra violência e assédio, promovida pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).  A reunião será realizada de forma virtual, com início às 11h.

>> Acesse o link para participar da convenção

O evento promoverá a campanha de ratificação do C190 da OIT, sobre violência e assédio no mundo do trabalho. Até o momento, seis países ratificaram a Convenção: Argentina, Equador, Fiji, Namíbia, Somália e Uruguai.

Juntamente com a Recomendação Nº 206 , a Convenção Nº 190 reconhece o direito de todas as pessoas a um mundo de trabalho livre de violência e assédio, e fornece uma estrutura comum para ação. A Convenção fornece a primeira definição internacionalmente aceita sobre violência e assédio.

É importante ressaltar que, a violência e o assédio no trabalho assumem várias formas e causam danos físicos, psicológicos, sexuais e econômicos. Com a pandemia, a situação piorou e muitas formas de violência e assédio relacionadas ao trabalho foram relatadas em todos os países, especialmente contra mulheres e grupos vulneráveis.

Visando isso, os os(as) organizadores(as) do evento, pretendem repercutir essa pauta entre  governos, organizações de empregadores(as) e trabalhadores(as), sociedade civil e empresas do setor privado, bem como formuladores de políticas, empresas e parceiros.

Com informações da Organização Internacional do Trabalho