Governo federal cria grupo de trabalho e anuncia medidas para reverter violência contra as escolas

Governo federal cria grupo de trabalho e anuncia medidas para reverter violência contra as escolas

Serão liberados R$ 150 milhões para ampliar rondas escolares e designados mais policiais para monitorar redes de ódio na Internet

A primeira reunião do Grupo de Trabalho interministerial criado pelo governo federal para propor ações de combate à violência contra as escolas aconteceu nesta quinta-feira (6). O GT foi formado depois do ataque a uma escola em Blumenau, na quarta-feira (5), que causou a morte de quatro crianças.

O Grupo de Trabalho tem integrantes dos ministérios da Educação, Justiça e Segurança Pública, Direitos Humanos e Cidadania e da Secretaria-Geral da Presidência.

Os ministros Camilo Santana, da Educação, e Flávio Dino, da Justiça, anunciaram medidas para reverter a violência contra as escolas. Serão liberados R$ 150 milhões do Fundo Nacional de Segurança Pública para investimento nos programas de Ronda Escolar dos estados e municípios.

Também foi anunciado o aumento no efetivo policial mobilizado para o monitoramento da internet e de redes sociais, com o objetivo de identificar o planejamento de novos ataques. A Diretoria de Operações da Secretaria Nacional de Segurança Pública já estava mobilizada com dez agentes para essa função. A partir de agora, serão 50 policiais.

O GT interministerial deve utilizar relatório feito na transição governamental sobre a violência contra escolas. Intitulado O Ultraconservadorismo e Extremismo de Direita entre Adolescentes e Jovens no Brasil: Ataques às Instituições de Ensino e Alternativas para a Ação Governamental, o documento é uma resposta ao ataque ocorrido em duas escolas da cidade de Aracruz, no Espírito Santo, em novembro de 2022.

Isso vai fechar em 0 segundos

MENU