Esperança na luta: versão digital da Edição Pedagógica 2023 já está disponível para leitura

Esperança na luta: versão digital da Edição Pedagógica 2023 já está disponível para leitura

Quarenta mil exemplares vão apoiar educadores(as) do Paraná na reflexão sobre os desafios do ano que se inicia

>> Receba notícias da APP no seu Whatsapp ou Telegram

A Edição Pedagógica 2023 do Jornal 30 de Agosto começa a ser distribuída na próxima semana nas escolas da rede pública estadual do Paraná. São 40 mil exemplares que chegarão às mãos dos(as) educadores(as) para apoiar a reflexão sobre os desafios do ano que se inicia e fazer o contraponto às políticas do governo Ratinho Junior durante os dias pedagógicos.

>> Baixe aqui a edição digital em PDF

Com o tema A Escola Pública É Nossa, essa Edição remete ao senso de pertencimento da categoria e das comunidades em relação à escola pública, num contexto de resistência às tentativas de privatização e terceirização.

O material publicado analisa o atual cenário e fomenta o debate sobre como os(as) educadores(as) das redes estadual e municipais devem enfrentar os ataques à gestão democrática, a busca incessante por resultados e os ataques a direitos fundamentais do governo Ratinho Jr.

Para refletir e agir

O Editorial defende que é tempo de fortalecer a escola pública. Se é nossa, como queremos que essa escola seja? Proteção para tempos difíceis, um espaço onde seja possível construir relações sociais emancipatórias, responde o texto.

O jornal traz uma entrevista com Teresa Leitão. Senadora eleita, deputada estadual por Pernambuco, ex-dirigente da CNTE e integrante da equipe de transição do novo governo, Teresa faz um balanço da conjuntura nacional e traça perspectivas para o governo Lula na educação.

A publicação traz também análises do segundo governo Ratinho Jr e trata das pautas da categoria, como pisos do magistério e de funcionários, isenção do desconto previdenciário para aposentados(as), data-base, concursos públicos, aulas de Arte e as vitórias contra as privatizações na rede estadual.

A urgência de “desbarbarizar” a educação para superar a violência escolar também é tema de um texto nesta Edição Pedagógica do 30 de Agosto, finalizada com QR Codes para acessar edições pedagógicas anteriores e sugestões de material de apoio para as reflexões, como filmes e vídeos.

A partir da semana que vem, dirigentes da APP vão visitar as escolas para entregar o Jornal e conversar com os(as) educadores(as), com uma mensagem de esperança na luta.


Leia mais:

:: Agenda 2023: Não perca a oportunidade e peça já em seu Núcleo Sindical
:: APP reivindica que a Seed faça mudanças na resolução de distribuição de aulas

Isso vai fechar em 0 segundos

MENU