Escola bonita para quem? Governador Ratinho, educação não é mercadoria!

Escola bonita para quem? Governador Ratinho, educação não é mercadoria!

Colocar vidas em risco com o retorno presencial sem segurança não pode ser moeda de troca para investimento nas escolas.

O programa Escola Bonita do governo Ratinho Jr se tornou mais uma ferramenta de assédio da política de gestão neoliberal para obrigar as escolas a atingirem metas de número de estudantes em sala de aula e do IDEB, sem a mínima consideração com o grave contexto social, econômico e sanitário que afeta a maioria da população paranaense.

Colocar vidas em risco com o retorno presencial sem segurança não pode ser moeda de troca para investimento nas escolas. O IDEB é apenas um dos instrumentos de diagnóstico da realidade da educação básica.

Na contramão de uma política de valorização da escola pública, o investimento na qualidade deixa de ser visto como estruturante e se torna recompensa por metas alcançadas sem qualquer preocupação com as condições do processo educacional.

Nesta perspectiva, o governo do Paraná responsabiliza, de modo especial, as direções de Escola a buscarem o resultado por si só para depois entregar o prêmio conforme o merecimento.

Trata-se ainda de um mecanismo reprodutor de desigualdades na rede, uma vez que as escolas mais estruturadas são aquelas que têm maiores condições de receber a premiação. Já as que mais precisam de investimentos, em regiões periféricas e que atendem famílias vulneráveis, ficarão a ver navios.

Repudiamos essa política de mercantilização da educação pública e conclamamos a categoria e toda comunidade escolar a repudiarem o uso do programa Escola Bonita como um campeonato em que somente os melhores, em condições desiguais, serão os merecedores do recurso que é público.

Nossa luta salva vidas!