Educação é pasta a mais atingida em corte do governo no orçamento

Governo Bolsonaro decretou corte de 25% do orçamento da Educação aprovado para 2019

Ministro da Educação, em audiência na Câmara dos Deputados - Foto: Divulgação

Envolvido em crises, paralisia e polêmicas, a atual gestão do Ministério da Educação voltou ao destaque do noticiário nacional após o governo Bolsonaro (PSL) cortar R$ 5,839 bilhões do orçamento da Educação para este ano.

O corte, de 25%, é o maior dentre todos os ministérios atingidos pelo contingenciamento publicado em decreto na última sexta-feira (29/03). Com a “tesourada”, o orçamento da pasta cai de R$ 23,699 bilhões para R$ 17,793 bilhões.

Outros ministérios também foram atingidos em cifras bilionárias. O corte em Ciência e Tecnologia, por exemplo, será de R$ 2,132 bilhões e Cidadania terá R$ 1,050 bilhão a menos. Na Saúde a redução será de R$ 599,9 milhões.

A única unidade orçamentária que escapou foi a Vice-Presidência da República, que não teve nenhum centavo bloqueado. As informações são do Estadão.