Dirigentes do FES cobram compromissos assumidos pelo governo

Reunião ocorreu na quarta (21) com o diretor da Seap

Foto: Divulgação

Na manhã desta quarta-feira, 21, dirigentes do Fórum das Entidades Sindicais (FES) se reuniram com o diretor-geral da SEAP, Elisandro Pires Frigo, para cobrar os compromissos assumidos na última reunião com o secretário de governo Marcel Micheletto, ocorrida no dia 30 de setembro.

Dentre as reivindicações estão a implantação do piso mínimo regional, a retomada do pagamento de promoções e progressões de servidoras e servidores e a suspensão do congelamento desses benefícios programados na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o ano de 2021.

Outro assunto foi o corte de benefícios aos trabalhadores e trabalhadoras que, por causa da pandemia não podem comparecer aos seus locais de trabalho e permanecem executando teletrabalho. “As pessoas não escolheram se ausentar do trabalho nem realizar suas funções em casa. A maioria delas está no grupo de risco, mas mesmo assim estão se desdobrando, trabalhando horas a mais por dia, bancando a estrutura de computadores e acesso à internet do próprio bolso sem nenhuma ajuda extra do Estado. Não é justo que seus direitos trabalhistas sejam negados nesse momento”, disse o presidente da APP-sindicato e membro do FES, Hermes Leão.

Os dirigentes também cobraram do governo a implantação do grupo de trabalho para discutir as finanças do Estado, com membros do FES, da Secretaria de Administração e Previdência e da Secretaria da Fazenda. “O governo reclama muito do impacto econômico causado pela pandemia de covid-19. Isso realmente ocorreu, mas não na medida que os representantes da Sefa argumentam. As compensações do governo federal equilibraram as contas e não é necessário punir servidores ainda mais com retirada de direitos. Nós acompanhamos os números passo a passo e queremos discutir isso com o governo, apontar alternativas e garantir que o serviço público não seja afetado”, pontuou a coordenadora do FES, Marlei Fernandes.

Dentre os resultados positivos dos encontros entre integrantes do FES e da SEAP está a instituição da Comissão de Saúde, que já fez sua primeira reunião e tem marcada a segunda para os próximos dias, onde estão sendo discutidas questões relativas às perícias médicas, SAS, entre outras.

Fonte: FES