Direção da APP-Sindicato repudia ataques de deputado que votou contra o Fundeb

Político, que também votou contra a retirada de professores(as) da reforma da Previdência, fez crítica à deliberação aprovada em assembleia, para defender a vida.

Nota da APP-Sindicato - Foto: Divulgação

A respeito da manifestação de um deputado federal do Paraná, em uma rede social, contra a deliberação de greve, caso o governo decida pelo retorno das aulas presenciais durante a pandemia, cumpre à direção estadual da APP-Sindicato lamentar a postura de indiferença do parlamentar, Paulo Martins, pela vida de professores(as), funcionários(as) de escola, estudantes e seus familiares.

Importante destacar que de um lado estamos nós, APP-Sindicato, profissionais da educação, há mais de 73 anos construindo e defendendo a escola pública de qualidade para todos(as), e do outro um político que votou contra a aprovação da PEC do Fundeb e contra a retirada dos professores do ensino público da União da reforma da Previdência. A APP-Sindicato nos representa. Ele não!

A deliberação de greve é uma decisão soberana da categoria, reunida em assembleia. Mas, apesar de triste, é compreensível que pessoas intimadas a dar explicações ao Supremo Tribunal Federal em inquérito que apura a existência de organização criminosa para financiar atos contra a democracia tenham dificuldades para aceitar a nossa luta em defesa da educação pública de qualidade.

Diante do exposto, reiteramos nosso compromisso com a vida de cada professor(a), funcionário(a), estudantes e seus familiares, considerando as precauções que a pandemia do novo coronavírus nos impõe.

Direção Estadual da APP-Sindicato.

Curitiba, 14 de setembro de 2020.