Dias pedagógicos: APP dialoga com educadores(as) sobre os riscos das terceirizações

Dias pedagógicos: APP dialoga com educadores(as) sobre os riscos das terceirizações

Durante a visita na região de Araucária, a direção da APP-Sindicato enfatizou a importância da mobilização contra o desmonte da educação pública

Completando o ciclo de atividades durante dias pedagógicos (3 e 4), a Direção estadual da APP-Sindicato e dos Núcleos Sindicais finalizam as visitas às escolas estaduais durante esta sexta-feira. 

Além de entregar a Edição Pedagógica do Jornal 30 de Agosto, que auxilia no debate sobre a resistência no espaço escolar e na defesa da gestão democrática, as direções visam levar a mensagem de esperança na luta, que deverá se intensificar neste ano. 

Com uma excelente recepção por tarde dos(as) profissionais na região de Araucária, a Secretária de Promoção de Igualdade Racial e Combate ao Racismo da APP-Sindicato, a Agente I Celina Wotcoski e Secretaria de Funcionários do Núcleo Sindical Metropolitana Sul, Cris Rosa, dialogam com os(as) Educadores(as) e tiraram dúvidas sobre pontos importantes da pauta.

“É muito importante dialogar com a base neste momento crucial e principalmente levar as boas vindas da APP para todos(as) os(as) educadores(as) nas escolas. Existem muitas dúvidas entre a categoria e os(as) profissionais precisam ser ouvidos”, aponta a secretária Celina Wotcoski.

Durante as visitas, o principal tema levantado foi a terceirização, que começou com os(as) Agentes I e II e agora Ratinho Jr estende para o ensino técnico. Os(as) educadores(as) demonstraram temor frente ao projeto, além de denunciar os riscos que esta modalidade traz para a educação pública paranaense.

“Enquanto funcionária de escola, vejo a necessidade no olhar dos(as) Educadores(as), pedindo ajuda para que possamos lutar contra esse desmonte que é a terceirização. Então estaremos juntos(as) porque a APP defende todos(as) e faremos isso com muita força, luta e empenho”, aponta Cris Rosa.

Funcionários(as) de Escola

Uma pauta importante na visita foi a precarização e desvalorização por parte da Seed com os Agentes I e II. 

As representantes enfatizaram a necessidade da luta contra a terceirização e extinção dos cargos, que acentuou a precarização dos profissionais que atuam nesta área.

“Os professores(as) e Funcionários(as) de Escola estão sentindo a necessidade de abrir mais espaços para o diálogo com o sindicato. Todos(as) estão cientes do descaso e dos ataques que estão vindo por parte do governo e a nossa presença se torna crucial nestes espaços para fomentar a luta”, aponta Cris Rosa.

Também foi levantada a pauta sobre o trabalho aos sábados. A APP-Sindicato enfatizou que já está em contato com a Seed para cobrar explicações sobre essa proposta e continuará atenta para que a carga horária destes profissionais seja respeitada.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU