Deputados(as) estaduais declaram apoio à reivindicação da APP-Sindicato

Deputados(as) estaduais declaram apoio à reivindicação da APP-Sindicato

Parlamentares reagem contra medida do governo que prejudica professores(as), pedagogos(as) e readaptados(as)

Foto: APP-Sindicato

A galeria da Assembleia Legislativa Paraná (Alep) ficou lotada na tarde desta terça-feira (19) com trabalhadores(as) da rede pública de educação, durante a reunião ordinária dos(as) deputados(as) estaduais.

A presença em massa deu continuidade à manifestação organizada pela APP-Sindicato, iniciada no período da manhã, para protestar contra aumento na jornada de trabalho imposta pelo governo para professores(as), pedagogos(as) e readaptados(as).

A luta dos(as) educadores(as) busca reverter uma decisão publicada pela Secretaria da Educação (Seed), na resolução de distribuição de aulas deste ano, que aumenta a jornada de trabalho dos(as) profissionais.

De acordo com a legislação, a carga horária da categoria é atribuída em horas-aula de 50 minutos. Na resolução, o governo muda o critério e, na prática, amplia a carga horária semanal dos(as) trabalhadores(as).

:: Leia também: APP-Sindicato busca apoio parlamentar para reverter punição à professores(as) e pedagogos(as)

Antes de iniciarem as votações dos projetos de lei, vários(as) deputados(as) usaram a tribuna do Legislativo para manifestar apoio à reivindicação dos(as) professores(as).

Soldado Fruet (Pros) disse ser favorável aos(às) pedagogos(as), que estranhou a decisão tomada pelo governo e que fez um requerimento exigindo explicações.

Professor Lemos (PT) afirmou que o governo está cometendo um erro, atrapalhando o fazer pedagógico e mantendo medidas do governo Beto Richa.

Hussein Bakri (PSD), líder do governo na Alep, reafirmou apoio a solicitação dos(as) professores(as). O deputado disse que espera solucionar o impasse através do diálogo e adiantou que não descarta outras medidas caso a demanda não seja atendida dessa forma.

Luciana Rafagnin (PT) destacou que a pauta é justa e que seu mandato fará o possível para que o governo volte atrás na decisão de alterar a jornada dos(as) pedagogos(as) e readaptados(as).

Para o presidente da APP-Sindicato, professor Hermes Leão, os atos da categoria nesta terça-feira foram muito importantes para fortalecer a atuação que a direção sindical já tem feito com o comando da Seed.

Hermes destacou que as mobilizações continuam e agora envolvendo deputados(as) no debate e na defesa dos direitos dos(as) trabalhadores(as) e da qualidade da educação pública.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU