Defender quem nos defende: O Sindicato somos todos(as) nós

Para lutar contra ataques do governo estadual e federal, Sindicato convoca trabalhadores(as) para participar de ato no dia 18 de março

Sendo um dos maiores sindicatos do Brasil e América Latina, a APP-Sindicato faz a luta pela categoria da educação há mais de 72 anos. Defendendo direitos dos(as) professores(as), funcionários(as), uma educação pública humanizadora e de qualidade, a APP-Sindicato enfrentou diversas batalhas para garantir que as pautas fossem cumpridas. Entre as principais reivindicações do Sindicato estão a manutenção do Fundeb, o cumprimento da lei do Piso Nacional do Magistério, o pagamento da data-base, melhores condições de trabalho e de saúde para todos(as) os(as) trabalhadores da educação, pagamento do salário mínimo regional para funcionários(as) de escola e demais lutas pela categoria.

Sabendo de todo o enfrentamento e representatividade da APP-Sindicato, o governo de Ratinho Junior iniciou uma verdadeira batalha para acabar com a instituição, a qual desafia seus desmandos à frente do Governo do Paraná. Para isso, o governador aproveitou o recesso de fim do ano para assinar o decreto 3978/20 (antigo 3808/20), o qual obriga que os(as) servidores(as), da ativa e aposentados(as) cumpram uma série de procedimentos burocráticos para a revalidação do desconto consignado em folha de pagamento da mensalidade sindical, já autorizada pelo(a) trabalhador(a). O não “recadastramento” promoverá a suspensão do desconto já autorizado, o que impactará diretamente no enfraquecimento financeiro das Associações e Sindicatos.

A medida de Ratinho não é um caso isolado, segue um padrão instituído pelo governo federal, que pretende acabar com as instituições que lutam por direitos dos(as) trabalhadores(as) e estudantes brasileiros(as). “Em uma sociedade de estado democrático de direito, a organização sindical deve ser garantida. Por isso devemos realizar uma campanha muito forte de defesa da APP-Sindicato e preparar seus 73 anos de fundação no mês de abril, com muita luta para reafirmar a importância do Sindicato para os(as) profissionais da educação”, enfatiza o presidente da APP-Sindicato, Professor Hermes Leão.

O presidente reafirma que é necessária a participação de todos(as) nas mobilizações para que a APP-Sindicato continue lutando pela garantia de direitos de Professores(as) e Funcionários(as) de escola. “No dia 18 de março vamos às ruas denunciar os ataques aos direitos dos(as) trabalhadores(as) e contra os retrocessos na educação. Participem dos atos e façam parte da luta” convida Leão.

A mobilização faz parte da Greve Nacional, convocada pela CNTE. No Paraná, o Ato Estadual será realizado em Curitiba, com concentração na Praça Santos Andrade, a partir das 9 horas.