Debates e solidariedade à Palestina: confira o que rolou durante o primeiro dia da Jornada Latino-Americana e Caribenha de Integração dos Povos APP-Sindicato

Debates e solidariedade à Palestina: confira o que rolou durante o primeiro dia da Jornada Latino-Americana e Caribenha de Integração dos Povos

Durante o primeiro dia, o debate foi centrado na solidariedade ao povo Palestino, que sofre com crimes de guerra cometidos pelo Estado de Israel

Foto: APP-Sindicato/ QUEMTV

:: Receba notícias da APP no seu Whatsapp ou Telegram

Mais de 4 mil pessoas participam da Jornada Latino-Americana e Caribenha de Integração dos Povos, evento realizado em Foz do Iguaçu (PR), que proporciona uma oportunidade para os movimentos populares e lideranças políticas discutirem soluções e caminhos para ampliar a aproximação entre os países do continente.

Iniciado na última quinta-feira (22), o evento que segue até sábado (24) conta com a participação de dirigentes da APP-Sindicato, que contribuem nos debates para garantir um real avanço em políticas públicas na América Latina, que garantam dignidade para a população destes países. 

Durante o primeiro dia, o debate foi centrado na solidariedade ao povo Palestino, que sofre com crimes de guerra cometidos pelo Estado de Israel. Na ocasião, o jornalista e fundador do portal Ópera Mundi, Breno Altman, fez a apresentação de seu novo livro “Contra o Sionismo: retrato de uma doutrina colonial e racista”, publicado pela Editora Alameda.

Juntamente ao lançamento da obra, a questão palestina foi debatida com a participação do professor de Relações Internacionais e especialista em Oriente Médio, Renatho Costa, da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), e Ualid Rabah, presidente da Federação Árabe Palestina do Brasil (Fepal).

Lançado em dezembro de 2023, o livro é fruto de debates, entrevistas e análises com especialistas sobre o contexto da nova agressão promovida pelo governo de Benjamin Netanyahu. Hoje, com mais de quatro meses de guerra, a conduta das autoridades israelenses já resultou na morte de quase 30 mil palestinos.

No livro, o autor explica, de forma didática, os fundamentos do regime sionista, da questão palestina e do Estado de Israel. A obra mostra as diferenças entre judaísmo e sionismo, também explica como o próprio sionismo transformou-se em uma ideologia racista, colonial e teocrática que promoveu a construção de um regime de apartheid contra os palestinos.

Já nesta sexta-feira, 23, uma intensa agenda marcará a programação. A vice-presidenta da Colômbia, Francia Márquez, participa de uma das mesas programadas, enquanto outros líderes, como o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica, são esperados para o ato político que fecha a programação, à noite.

A Jornada é organizada pela ALBA Movimientos, a Assembleia Internacional dos Povos (AIP), a Confederação Sindical das Américas (CSA); a Organização Continental Latino-americana e Caribenha de Estudantes (Oclae); a Jornada Continental pela Democracia e Contra o Neoliberalismo; pela Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) e pela Universidade Federal de Integração Latino-Americana (Unila).


:: Leia mais:

:: Jornada de Integração dos Povos começa nesta quinta-feira (22), em Foz do Iguaçu

MENU