Conforme deliberação do Comando de Greve, APP se reúne com estudantes


Na tarde desta quinta-feira (09), a direção da APP-Sindicato se reuniu com dezenas de estudantes que atuam em grêmios e entidades estudantis. O propósito da conversa foi passar explicar o motivo e objetivos da greve geral da classe trabalhadora, que inicia na próxima quarta-feira, dia 15 de março. Na última assembleia da categoria, realizada no dia 11 de fevereiro, em Maringá, foi aprovada a adesão dos(as) educadores(as) ao ato nacional. Na última reunião do Comando Estadual de Greve, ocorrida no sábado, dia 3, foi deliberado que o sindicato faria reuniões com mães, pais, estudantes e comunidades escolares. Os debates estão sendo realizado por todo o Estado.

“Os estudantes estão diretamente interessados no andamento das mobilizações da nossa categoria, especialmente por conta da organização das escolas e da defesa de melhorias na qualidade do ensino. Assim, nestas reuniões que estamos promovendo, estamos apresentando a nossa conjuntura e as pautas nacional e estadual, que motivam a paralisação geral que inicia na próxima semana. Falamos sobre a reforma da previdência, a nova lei do Ensino Médio e o drama sobre a hora-atividade”, explicou o presidente da APP-Sindicato, o professor Hermes Silva Leão, que recebeu os(as) estudantes no início da tarde de hoje, no auditório da sede estadual da entidade.

Para o estudante e tesoureiro geral da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes), Helbert Marcos, o encontro foi importante. “Nas escolas já estamos sem uma ou duas aulas. Já e perceptível a diminuição no número de professores. E essa reunião com a APP serve não apenas para ouvirmos o que a categoria tem a dizer, mas também para assegurar o nosso apoio. Vamos levar este debate para as nossas famílias, nossos colegas, enfim, vamos repercuti-lo ao máximo. E precisamos nos manter unidos”, afirmou.