Confira onde tem atos do Dia Nacional em Defesa do Serviço Público

É hoje, dia 30, participe! Mais de dez capitais organizaram mobilizações presenciais e virtuais

Em mais de dez capitais, trabalhadores e trabalhadoras farão atos nesta quarta-feira (30), em defesa das estatais e do serviço público prestado à população brasileira. Confira no final onde tem atos marcados e participe. A luta é pelo patrimônio do povo, por empregos e serviço público acessível e de qualidade.

Os atos fazem parte da Campanha Nacional em Defesa das Estatais e do Serviço Público, organizada pela CUT e demais centrais, e terá mobilizações virtuais e presenciais, com cuidados para evitar a propagação do novo coronavírus. O objetivo é denunciar os prejuízos que o governo de Jair Bolsonaro (ex-PSL) causa com seus projetos de privatização de estatais estratégicas para o Brasil e a reforma Administrativa, que  ataca servidores e sucateia o serviço público prestado à população.

 :: CUT e centrais lançam campanha em defesa do serviço público nesta quarta (30)

Confira os locais onde tem atos marcados:

Bahia:

Às 14h tem ato presencial em Campo Grande, na capital

Às 14h45 tem live para debater o tema da campanha

Ceará:

Fortaleza – a CUT e as centrais CTB, CSP-Conlutas e a Frente Brasil Popular realizam ato às 8h, em frente ao Edifício Central dos Correios, no Centro.

Também neste dia, a CUT participa do Ato Nacional dos Motoristas por App, às 15h, com concentração no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

Distrito Federal:

Brasília: ato com concentração às 9h no espaço do Servidor.

Maranhão:

São Luis – ato público defesa dos serviços públicos e contra a reforma Administrativa de Bolsonaro, às 9h em frente ao Ministério da Economia (Canto da Fabril). Organizadores pedem que manifestantes vistam roupas pretas no dia.

Mato Grosso do Sul

Em Campo Grande, o ato performático organizado pela CUT-MS e o Fórum Permanente de Defesa dos Serviços Públicos, das Empresas Públicas e das Estatais em MS, será realizado às 9 horas da manhã, na rua 14 de Julho, centro. Entre a Avenida Afonso Pena a rua Barão do Rio Branco.

Paraíba

Em João Pessoa, a CUT-PB e entidades do estado realizam um ato simbólico a partir das 9h no Ponto de Cem Réis.

Paraná

Curitiba – o Fórum das Entidades Sindicais do Paraná (FES) realizará, durante o dia 30, um ato chamado de “faixaço” com dizeres denunciando as consequências do desmonte do setor público, em frente ao Palácio Iguaçu. A atividade será realizada sem aglomeração de pessoas para respeitar regras de distanciamento social.

Pernambuco

Recife – ato simbólico na Avenida Guararapes, esquina com Rua do Sol em Recife (ao lado dos correios)

Piauí

Terezina – Ato simbólico “Dia Nacional de luta contra a Reforma Administrativa”, às 8h, na Praça Liberdade.

Rio Grande do Sul

Em Porto Alegre, tem ato em frente ao Hospital de Pronto Socorro (HPS), às 11h
. Bagé – 17h30 – Praça do Coreto (Avenida 7 de Setembro)
. Caxias do Sul – 16h30 – Em frente ao Centro Administrativo Municipal (Rua Alfredo Chaves, 1333)
. Cruz Alta – 10h – em frente à Prefeitura (Avenida General Osório, 533)
. Passo Fundo – 17h – Carreata com concentração na Gare, às 16h30
. Pelotas – 11h – Hospital Escola UFPEL (Rua Prof. Dr. Araújo, 538)
. Rio Grande – 11h – na frente da área acadêmica do Hospital Universitário (Rua Visconde de Paranaguá, 102)
. São Leopoldo – 11h – Praça do Imigrante (em frente à Câmara de Vereadores)

Santa Catarina

Florianópolis: ato unificado dos servidores públicos estaduais, municipais e federais. Concentração às 10h, em frente à Assembleia Legislativa (Alesc)

Criciúma: ato simbólico a partir das 8h30 em frente à Caixa Econômica do Centro, denunciando os ataques aos serviços públicos. A mobilização contará com uma apresentação teatral

Joinville – às 17h, na Praça da Bandeira

No Região do  Médio Vale de SC acontecerá um ato unificado com concentração na Praça do Portal de Pomerode, a partir das 9h30

São Paulo

Ato público Não à reforma Administrativa de Bolsonaro com panfletagem às 10h na Praça do Patriarca, no centro.

Sergipe

Aracaju: ato às 15h na Praça Camerino, e live desta quarta, 30, às 9h, para explicar os motivos da reforma Administrativa do governo Bolsonaro, que ameaça os empregos dos atuais servidores públicos e prejudica o serviço prestado à população.

Fonte: CUT