Conepe 2022 aponta soluções para os problemas da escola pública

Conepe 2022 aponta soluções para os problemas da escola pública

Conferência terminou neste sábado (26) com análise das emendas ao texto base da Conferência. Documento final será encaminhado à etapa nacional

A Conferência Estadual Popular de Educação (Conepe) terminou neste sábado (26). Os(as) mais de 300 participantes que representaram todo Estado analisaram as propostas fruto das discussões municipais e regionais ao logo do último ano. No total, foram avaliadas 145 emendas sobre melhorias na educação pública.

Organizada pelo Fórum Nacional Popular da Educação (FNPE), a Conferencia Nacional da Educação 2022 acontecerá entre 15 a 17 de julho, em Natal, no Rio Grande do Norte. O evento conta com uma série de etapas preparatórias como conferências municipais, regionais, livres, estaduais e distrital, em andamento em todo o País.

No Paraná, foram realizadas uma etapa estadual, uma municipal, 14 regionais e três macrorregionais, alcançando os 29 núcleos sindicais da APP e praticamente todos os municípios do Paraná e mobilizando mais de 1500 pessoas.

Educadores(as), pais, mães e lideranças de movimentos sociais e populares se debruçaram sobre as condições de ensino e aprendizado e esmiuçaram temas como saúde dos profissionais de educação, as terceirizações, a EJA, os cursos públicos e a inclusão social.

O secretário de Saúde e Previdência da APP-Sindicato, professor Nilton Stein sintetizou o evento como um dos maiores espaços democráticos e propositivos da educação. “Os debates que compõem a Conepe trazem subsídio para lutarmos pelo que está na Constituição Federal, no Plano Nacional de Educação e também na Lei do Piso. É preciso conhecimento, organização e ação coletiva”, reforça o dirigente

Já o secretário Geral da APP-Sindicato, professor Celso José dos Santos, fez, durante a plenária final, um chamado para a categoria. “Participamos da elaboração de um texto que aponta a necessidade de mudanças de governo. Temos em mãos um compilado de necessidade de políticas de uma gestão democrática, emancipadora e que fortaleça a escola pública e é por ele que iremos lutar”, conclama Celso.

O Paraná tem agora até o 8 de abril para indicar os delegados e delegadas que participarão da etapa nacional da Conferência, junto aos representantes dos demais estados. “Foram debates profundos, nos quais analisamos e fizemos um esforço muito grande de consenso. Houve um empenho coletivo para entender os contextos de reconstrução do Estado democrático de direito e de uma escola pública, popular, democrática com participação social em sem nenhum direito a menos. É a síntese do esforço coletivo do sindicato, de movimentos sociais, de estudantes de pais e mães”, avalia a secretária de Assuntos Jurídicos da APP e vice-presidente da CNTE, professora Marlei Fernandes de Carvalho.

Confira abaixo os eixos de debates da Conferência Popular de Educação

Eixo I – Décadas de lutas e conquistas sociais e políticas em xeque: o golpe, a pandemia e os retrocessos na agenda brasileira

Eixo II – PNE, Planos Decenais, SNE, Políticas Setoriais e Direito à Educação

Eixo III – Educação, Direitos Humanos e Diversidade: Justiça Social e Inclusão

Eixo IV – Valorização dos/as profissionais da Educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde

Eixo V – Gestão democrática e financiamento da educação: participação, transparência e controle social

Eixo VI – Construção de um projeto de nação soberana e de estado democrático em defesa da democracia, da vida, dos direitos sociais, da educação e do PNE

Confira abaixo o Regimento da Etapa Nacional Conape 2022:

 

https://www.educacao.ma.gov.br/files/2021/06/Regimento-da-Etapa-Nacional_CONAPE_2022-FINAL.pdf

MENU