Com atenção à dívida da data-base, Fórum de Entidades Sindicais planeja ações de 2024 APP-Sindicato

Com atenção à dívida da data-base, Fórum de Entidades Sindicais planeja ações de 2024

Destacou-se a iniciativa de investigar a extensão da terceirização no setor público, compilar dados e avaliar a legalidade e o impacto econômico da prática

Reunido nesta quinta-feira (14), o Fórum das Entidades Sindicais (FES) consolidou sua agenda de ações para 2024, abordando desafios como a terceirização no setor público, questões salariais, saúde dos trabalhadores, ações junto à Paranaprevidência e luta pela data-base.
Sobre a data-base, é consenso entre o conjunto de sindicalistas que o Estado deve aos(às) servidores(as) do Executivo a cifra de 34% relativa aos anos em que a data-base foi ignorada. A luta agora é pela cobrança da dívida e pela exigência do pagamento da data-base deste ano, estimada em cerca de 3,6%.
Destacou-se a iniciativa de investigar a extensão da terceirização no setor público, compilar dados e avaliar a legalidade e o impacto econômico dessa prática. Uma audiência pública está prevista para maio.
As entidades sindicais também enfatizaram a importância de revisões salariais justas para os(as) agentes de apoio e a necessidade de resolver o problema persistente de desvios de função. Uma audiência específica para essas questões está marcada para o dia 2 de abril, reforçando o compromisso com ajustes salariais equitativos.
O GT de Saúde apresentou avanços no diálogo com o governo sobre o Sistema de Atendimento à Saúde (SAS), incluindo a proposta de um seminário estadual para debater a saúde dos servidores, destacando o esforço contínuo para melhorar as condições de saúde no local de trabalho.
Paranaprevidência: Foram discutidas questões relativas à governança responsável e transparente alardeada pelo governo, mas que só foi possível devido à penalização de aposentados, pensionistas e servidores efetivos. Representantes do FES nos conselhos administrativo e fiscal detalharam suas ações para garantir a data-base na folha de pagamento dos beneficiários.
O FES elaborou uma série de ações que serão colocadas em prática para atuar nas diversas frentes e definiu campanha de comunicação para alcançar servidores e opinião pública.
MENU