CEBI-PR divulga nota de repúdio à militarização de escolas no Paraná

CEBI-PR divulga nota de repúdio à militarização de escolas no Paraná

Instituição destaca que sistema de ensino militarizado “coíbe a liberdade de ser e de raciocinar”

O Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos do Paraná (CEBI-PR) divulgou nesta sexta-feira (30) uma nota de repúdio ao programa instituído pelo governador do Paraná,  Ratinho Junior, e pelo empresário Renato Feder, secretário da Educação, para militarizar mais de 200 escolas da rede pública estadual.

A instituição destaca que este sistema de ensino “coíbe a liberdade de ser e de raciocinar como também de desenvolver o senso crítico dos jovens, transformando-os, no futuro, em meros serviçais”.

O CEBI também enfatiza que “a função da educação cabe aos educadores, os quais são preparados para isso, nada contra os militares, mas a função destes é outra, ou seja, proteger, zelar pelos bem estar dos cidadãos”.

Confira a íntegra do documento.

Centro Ecumênico de Estudos Bíblicos do Paraná

NOTA DE REPÚDIO!

Nós, do CEBI PR – Centro de Estudos bíblicos, repudiamos veemente as atrocidades que vem sendo impetradas pelo Governo e autoridades paranaenses no que diz respeito a militarização da educação. Primeiramente, porque é uma propaganda enganosa, que faz parecer aos pais e professores desavisados de que é uma preparação aos jovens e adolescentes para seguir a carreira militar, enquanto, na verdade, é uma forma de domínio repressivo das instituições de ensino.

Conhecemos este sistema, que coíbe a liberdade de ser e de raciocinar como também de desenvolver o senso crítico dos jovens, transformando-os, no futuro, em meros serviçais. Queremos esclarecer que a função da educação cabe aos educadores, os quais são preparados para isso, nada contra os militares, mas a função destes é outra, ou seja, proteger, zelar pelos bem estar dos cidadãos.

Portanto, vivemos num país democrático com alguns direitos garantidos e gostaríamos que eles fossem respeitados, e a cada um seja garantida sua profissão. Aos militares da reserva, voltem para suas casernas, pois existem centenas de frentes e problemas sociais a serem implementados a quem quiser ocupar seu tempo de forma digna. E a Educação aos educadores.

Pelo CEBI PR: Alceu José Facco e Wânia Scarpetto

Curitiba, 30 de outubro de 2020.

Isso vai fechar em 5 segundos

MENU