Caravana da APP-sindicato mobiliza categoria para exigir data-base

Dirigentes estaduais percorrem o estado para fortalecer união da categoria e movimento de paralisação no dia 29 de abril

Dirigentes da APP-Sindicato iniciam nesta quinta-feira (11) mais uma edição Caravana da Educação. A iniciativa foi aprovada em assembleia estadual e tem como um de seus objetivos mobilizar a categoria para a paralisação do dia 29 de abril. O projeto consiste na realização de visitas às escolas em várias regiões do estado para dialogar com os(as) professores(as) e funcionários(as) da rede pública estadual.

A secretária de Organização da APP-Sindicato, professora Tereza Lemos, explica que a atividade é muito importante porque estimula a união dos(as) trabalhadores(as) por seus direitos, permite interação sobre as demandas, ouvir sugestões e esclarecer dúvidas. “A gente precisa fortalecer a mobilização da nossa base para parar, porque não adianta dizer que vai fazer um dia de greve e categoria não vir. Então é preciso mobilizar e isso fortalece a nossa negociação com o governo”, completou.

Os(as) profissionais(as) da Educação lutam para que o governador Ratinho Junior pague a reposição da inflação. Passados os 100 primeiros dias de governo, o chefe do Executivo estadual ainda não apresentou respostas para as reivindicações urgentes dos(as) trabalhadores(as).

A legislação estabelece como data-base o mês de maio, mas os servidores públicos do Paraná já estão há mais de três anos com os salários congelados, o que representa uma dívida acumulada de 16,4%. O debate contra a reforma da Previdência, a cobrança de concurso público, hora-atividade, respeito a jornada de pedagogos(as) e readaptados(as) também estão na pauta da campanha salarial 2019, que possui mais de 20 itens.

Tereza esclarece que não será possível visitar todas as escolas do estado nesta edição da Caravana e destaca que todos os(as) professores(as) e funcionários(as) têm a possibilidade de contribuir com o debate também participando das assembleias regionais programadas para os próximos dias nos núcleos sindicais da APP-Sindicato. Ela também sugere o site e as redes sociais do sindicato como fonte de informações e materiais sobre a pauta da categoria e a paralisação do dia 29 de abril.

Assista ao vídeo:

APPtv: Clique aqui para assistir mais vídeos

:: Leia também
Governo deve 16,4% aos(às) professores(as) e funcionários(as) de escola
Pauta completa da Campanha Salarial 2019
Calendário de mobilização aprovado em assembleia estadual
Contatos para pressionar os(as) deputados(as)