Ato presencial contra tratoraço é adiado; APP-Sindicato reforça campanha virtual

Em função das chuvas fortes, a APP-SIndicato e Upes adiaram o ato, concentrando toda a mobilização nas redes sociais

A diretoria estadual da APP-Sindicato comunica que devido as fortes chuvas, o ato presencial em defesa da escola pública e contra o tratoraço em frente à Assembleia Legislativa do Paraná (Alep) foi adiada. Ainda pela manhã desta segunda-feira (28), um trator foi alocado em frente a Alep, em repúdio à política autoritária de Ratinho Jr e deputados(as) aliados(as), que atacam Educadores(as), estudantes e toda a comunidade escolar com projetos que ferem a democracia e a diversidade nas escolas.

A APP-Sindicato reforça ainda a necessidade de Professores(as), Funcionários(as) de Escola, alunos(as), pais e mães e comunidade escolar participarem do Tsunami da Educação, mobilização virtual que cobrará respeito dos(as) deputados(as) para com a voz daqueles que constroem a escola pública, mas que não são ouvidos pela gestão. É importante que todos(as) publiquem vídeos, fotos e comentários em redes sociais, além de acompanhar a votação dos projetos que tramitam na Alep. 

:: Para acessar a sessão ordinária no youtube clique aqui. 

:: Para assistir no Facebook, clique aqui.

Os projetos entrarão em discussão na sessão ordinária, que tem início a partir das 14h. É importante que todos(as) utilizem as hashtags #NãoAMilitarizaçãoDasEscolas, #EscolaPublicaEuDefendo #EscolaDemocrática #EscolaSemPolícia.

Cobre os(as) deputados(as)

A APP-Sindicato disponibilizou uma página com o contato dos gabinetes dos(as) deputados(as) estaduais. Acesse aqui a lista e cobre do deputado(as) de sua região para votar contra o projeto de lei de militarização das escolas e de eleições de diretores de escolas. É importante barrar este retrocesso na educação pública e lutar para que a democracia nas escolas seja garantida.