Ato inter-religioso vai homenagear educadores(as) e motorista mortos na tragédia da BR-376

Ato inter-religioso vai homenagear educadores(as) e motorista mortos na tragédia da BR-376

Solenidade começará às 14h da próxima sexta-feira (19), na sede da APP em Curitiba, com a participação de líderes de diferentes religiões

Um ato inter-religioso na próxima sexta-feira (19) celebrará a memória dos seis educadores(as) e o motorista mortos no acidente ocorrido na semana passada na BR-376, quando se dirigiam para a 8ª Conferência Estadual de Educação, em Curitiba. A data marca o sétimo dia da fatalidade.

A solenidade começará às 14h, na sede da APP, com a participação de educadores(as) e líderes religiosos de diferentes crenças. “Será um momento de reflexão e homenagens aos que se foram, companheiros há mais de 40 anos e que estiveram na luta até o final. São perdas irreparáveis”, afirma Tereza Lemos, secretária da Saúde e Previdência da APP.

“Nossa maior homenagem a esses colegas é continuar empunhando a bandeira que eles sempre empunharam, para que a gente possa ter uma sociedade fraterna, justa e igualitária, em que todos possam viver com dignidade”, diz Tereza.

O ato inter- religioso será aberto à categoria e à cobertura dos veículos de mídia. A sede da APP fica na Avenida Iguaçu 880, Rebouças.

Os(as) educadores falecidos(as), todos integrantes do Núcleo Sindical de Cambará, são Andreia Aparecida Lemes Santana, Aparecida Lucia da Cunha, Ederson Camiloti, Joana Darc Franco Bertoni, Lucilene Prates Tomaz Saidler e Sílvia Regina Gomes. O motorista Miguel Henrique de Souza Melo também faleceu.

Outros três educadores estavam na van acidentada. Juliano César Teixeira e a esposa dele, Fernanda Soares Nogueira Teixeira, já tiveram alta hospitalar. A professora Maria das Graças de Oliveira permanece internada no Hospital Regional Universitário de Ponta Grossa.

MENU