APP-Sindicato reivindica teste de covid-19 para professores(as) e funcionários(as) de escolas

Sindicato tem recebido relatos sobre contaminação e de que não há orientação sobre os procedimentos a serem adotados

Teste de covid-19 - Foto: Freepik

A direção estadual da APP-Sindicato notificou a Secretaria de Estado da Educação e do Esporte (Seed) solicitando uma reunião para tratar de questões relacionadas ao contágio e prevenção da covid-19 nas escolas da rede pública estadual.

Entre as reivindicações, o sindicato quer a testagem dos(as) profissionais envolvidos(as) em trabalhos presenciais e a suspensão das convocações de professores(as) e demais trabalhadores(as) para todo e qualquer atendimento pedagógico.

“Temos recebido relatos da categoria sobre contaminação pelo novo coronavírus e de que não há orientação quanto aos procedimentos a serem adotados. Por isso, a APP-Sindicato cobra das autoridades o estabelecimento de um imediato protocolo de defesa sanitária nas escolas públicas”, explica secretária Geral da APP-Sindicato, professora Vanda do Pilar Santana.

A dirigente relata que entidade sindical já tem denunciado o governo Ratinho Junior por expor a comunidade escolar ao risco de contaminação pela doença desde a publicação da Resolução n. 1.733/20, da Seed. O documento determina o atendimento presencial de estudantes e familiares para, além da entrega da merenda e das atividades impressas, o uso da sala de informática para orientação sobre as aulas online.

“Infelizmente, nossos avisos se confirmaram. Somos solidários à entrega de merenda às pessoas que mais precisam. No entanto, o que estamos presenciando é a total omissão e negligência dos governos estadual e municipais com o cuidado e com a segurança sanitária nas escolas da rede pública”, diz Vanda.

De acordo com a dirigente, a preocupação é com a vida de toda a população e se justifica também pelo fato de que o estado tem registrado aumento do número de contaminações pelo novo coronavírus.