APP-Sindicato recebe denúncias da falta de condições das escolas paranaenses

APP-Sindicato recebe denúncias da falta de condições das escolas paranaenses

De acordo com o Sindicato, é importante que a categoria se mobilize para denunciar as condições sanitárias dos colégios, que impedem a retomada das atividades presenciais

Diante do quadro grave da pandemia pelo Covid-19 no Paraná e a ameaça do governador Ratinho Jr. de retorno das atividades presenciais, a APP-Sindicato iniciou uma campanha de verificação das escolas. O Sindicato reafirma que é necessário que Educadores(as), pais e comunidade escolar chequem as condições de biossegurança das unidades e lutem pela garantia da vida e saúde de todos(as).

A partir desta necessidade, a APP-Sindicato construiu um protocolo de verificação das condições sanitárias das escolas, o qual deve nortear os(as) Educadores(as) durante as inspeções dos Colégios. Além de enfatizar a necessidade da vacinação dos(as) profissionais da educação e estudantes, o documento aponta o passo a passo da fiscalização das escolas.

“Sabemos que as escolas não têm condições sanitárias para esse retorno, então é importante que os(as) integrantes das comissões preencham todo o formulário e encaminhem fotos e demais materiais”, explica a Vice-Presidenta da Confederação Nacional dos(as) Trabalhadores(as) em Educação (CNTE), professora Marlei Fernandes.

O formulário pode ser acessado neste link e as fotos deverão ser encaminhadas para o e-mail diagramacao@app.com.br. É importante a participação dos(as) trabalhadores(as), que devem denunciar o governo, que mente na mídia, desmascarando Ratinho Jr com evidências reais das atuais condições sanitárias das escolas paranaenses.

A APP-Sindicato ressalta ainda que continuará mobilizada contra mais esta proposta nefasta do governador e do Secretário da Educação, Renato Feder. 

>>Formulário dos Protocolos de Verificação<<
>>Roteiro para a verificação das condições sanitárias<<


Leia mais: 

:: Educadores(as) denunciam falta de condições sanitárias e descumprimento de regras pelo governo
:: Educadores apontam 10 falhas no protocolo de volta às aulas
:: Estudo epidemiológico da Unespar alerta para o alto risco da volta às aulas presenciais
:: Governo recua e suspende início das aulas presenciais