APP-sindicato orienta sobre os cuidados com fraudes em ações judiciais

Segundo denúncias, escritório de advocacia está indo até a residência de quem tem ações judiciais vitoriosas com o sindicato

A APP-Sindicato tomou conhecimento da prática de alguns escritórios de advocacia no Estado que estão visitando nossos sindicalizados(as) em suas residências em busca de clientes cujos processos judiciais encontram-se na fase final. Os valores conquistados nas Ações Judiciais se devem a uma longa luta jurídica do Sindicato.

Segundo denúncias, advogados(as) agem de de má-fé ao ir até a casa de  trabalhadores(as) que entraram com processo e que se encontram na fase de expedição do precatório ou da liberação do seu pagamento, tentando induzir ou coagir os beneficiados(as) para que dêem a eles os poderes para atuar nas ações judiciais já vitoriosas pelo Sindicato.

A APP-Sindicato ressalta que estas pessoas são fraudadores(as), que na medida em que apresentam informações mentirosas quanto à maior agilidade processual, alegando inclusive que os pagamentos estão suspensos em virtude da pandemia, mas que eles sabem quais caminhos percorrer para garantir o pagamento. Mentem e sonegam a informação de que o Sindicato que garantiu o resultado positivo da ação.

A fraude se confirma ainda pelo fato de que cobram destas pessoas idosas, o percentual de 25% ou mais dos créditos das ações. Trata-se de uma cobrança irregular por se tratar de Processos cujo trabalho jurídico foi todo realizado pela equipe jurídica do Sindicato e sem cobrança de honorários advocatícios para seus sindicalizados(as).

O Secretário de Assuntos Jurídicos, Professor Mario Sergio Ferreira de Souza, alerta para que não se deixem enganar por falsas promessas e falsas informações jurídicas. Ele destaca ainda que o Sindicato está tomando todas as medidas jurídicas cabíveis para responsabilizar estes advogados, inclusive junto ao Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-PR.

A equipe do sindicato trabalha mesmo neste período de isolamento social. Não há atendimento presencial na sede da APP-Sindicato, mas a equipe está realizando trabalho remoto para garantir o andamento processual de um grande volume de ações judiciais.

Os(as) sindicalizados que foram procurados(as) pelos golpistas ou se sentiram coagidos(as) a assinar algum documento, devem comunicar a Secretaria de Assuntos Jurídicos para que o Sindicato tome as providências cabíveis. A APP-Sindicato já entrou com uma notícia crime no Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR). Para entrar em contato com a APP-Sindicato, ligue para o número: (41) 3026-9822.